Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Tudo sobre febre infantil: principais causas, tratamentos caseiros e remédios

27/05/2022 febre-infantil

A febre infantil é causa de preocupação de pais e mães com frequência, já que esse é um sinal de que o sistema imunológico da criança foi acionado para lidar com alguma ameaça, o que acaba gerando desconforto aos pequenos e tirando a tranquilidade dos adultos. 

O organismo imaturo e frágil das crianças as torna propensas a eventos febris, fazendo com que seja imprescindível aprender a identificar possíveis causas e como tratar a febre infantil. De modo geral, há muitos tratamentos caseiros e bem efetivos para isso. 

Ainda assim, podem ocorrer situações de maior risco para a saúde da criança, sendo necessário buscar atendimento médico com urgência. Por isso, também é indicado conhecer os sinais que realmente trazem esse alerta. 

O que é a febre infantil? 

A febre infantil é a elevação da temperatura corporal de maneira incomum, geralmente acima de 37,8 ºC. Isso acontece como reação do organismo a infecções causadas por vírus, fungos e bactérias.  

Nesses casos, ao detectar esse processo infeccioso ou seu agente, o sistema imunológico aumenta o limiar térmico controlado pelo hipotálamo, que funciona como termostato do corpo humano. Com isso, é possível reduzir o avanço e a proliferação de patógenos, facilitando o seu combate. 

É normal que a febre em crianças e bebês esteja acompanhada de calafrios e sonolência. Além disso, pode acabar provocando a desidratação ou estar associada a ela, por conta da perda de fluidos, sendo importante reforçar a ingestão de líquidos quando perceber o aumento da temperatura. 

Tabela da febre infantil 

O conceito de febre é firmado para temperatura axilar acima de 37,3ºC. A temperatura é variável em cada local onde é medida e, de maneira geral, são aceitas as seguintes faixas de valores para febre : 

  • Temperatura retal acima de 38 ºC – 38,3 ºC. 
  • Temperatura oral acima de 37,5 ºC-37,8 ºC 
  • Temperatura axilar acima de 37,2 ºC – 37,3 ºC 
  • Temperatura auricular acima de 37,8 ºC – 38 ºC. 

Principais causas para febre infantil 

Muitos eventos podem causar a febre infantil, o que também irá determinar o método ideal para controle e até mesmo qual a intensidade do sintoma. Confira algumas das possíveis causas da febre em bebês e crianças: 

  1. Gripes e resfriados: gripes são infecções virais enquanto resfriados podem ser de origem viral ou bacteriana, ambas afetam o sistema respiratório, provocando inflamação nas mucosas, congestão nasal, dores no corpo, tosse e febre. Devido à imunidade imatura, crianças podem ficar gripadas de sete a doze vezes por ano, em eventos que duram entre quatro e dez dias, a depender da doença; 
  1. Nascimento dos dentes: bebês podem apresentar febre quando estiverem na fase de nascimento dos dentinhos, já que o processo causa uma ligeira inflamação na gengiva. Nesse caso, é normal que o pequeno fique irritado, salive bastante e coloque a mão na boca com maior frequência; 
  1. Reação às primeiras vacinas: embora seja raro, após tomar vacinas, é possível que a criança apresente como reação uma elevação da temperatura, que não é motivo de alerta e normalmente passa rápido; 
  1. Pneumonia: a pneumonia é uma infecção grave do sistema respiratório, com sintomas similares ao de gripes e resfriados, podendo até mesmo ser uma complicação dessas doenças. Nela, além da febre alta, é possível que a criança apresente dificuldade respiratória, o que requer atendimento médico urgente; 
  1. Infecção urinária: infecções no sistema urinário podem provocar dor no abdômen, dificuldade ao urinar, irritabilidade e dificuldade em alimentar, além da febre infantil. Nesses casos, é recomendado procurar o pediatra, já que o tratamento pode exigir o uso de antibióticos; 
  1. Inflamações de ouvido e garganta: otites e amigdalites, entre outras inflamações que afetam ouvidos, boca, nariz e garganta, podem provocar a febre infantil, acompanhada de dor local, irritabilidade e outros fatores alinhados à região afetada. Por exemplo, otites podem provocar diminuição da audição e perda de equilíbrio, enquanto a amigdalite pode resultar em nódulos inchados próximos ao pescoço. 

Como tratar a febre infantil em casa? 

É possível optar pelo uso de remédios para febre infantil, com o intuito de controlar a temperatura corporal, previamente orientado polo médico, mas é importante destacar que esses medicamentos podem baixar até 2ºC da temperatura corporal da criança. 

No entanto, é essencial verificar se o remédio é indicado para uso em crianças, observando fatores como idade e peso para definir a dosagem, além de avaliar se a composição do medicamento é adequada ao tratamento infantil. 

Além disso, lembre-se de que a febre pode ser cíclica nos primeiros dias do quadro, ou seja, ela pode baixar e subir com o passar das horas. 

Independentemente do uso de remédio para febre infantil, existem medidas caseiras para auxiliar a manter a temperatura corporal da criança sob controle, confira: 

Prefira cobertores e roupas leves 

Quando a criança estiver com febre, coloque roupas folgadas e leves, para não acumular calor sem necessidade. Evite enrolar bebês em cobertores e prefira cobertas mais leves, protegendo-o do clima, porém, sem que isso também resulte em excesso de calor acumulado. 

Estimule a ingestão de líquidos e alimentação 

Com a febre infantil, a perda de fluidos é acelerada. Por isso, incentive a criança a beber bastante água, além de sucos, chás e alimentos líquidos, como sopas e caldos, quando já tiverem passando pela introdução alimentar. 

Além de evitar a desidratação, essa medida diminui o ressecamento nas mucosas e facilita a ingestão de nutrientes importantes para acelerar a recuperação. 

Garanta o repouso 

É importante manter a criança em repouso para que o corpo consiga se recuperar tranquilamente, sem precisar de esforço extra. Incentive o sono sempre que possível e mantenha um ambiente calmo quando o pequeno estiver acordado, evitando excitação exagerada. 

Uso de água morna 

Banhos de água morna podem trazer conforto e ajudar a controlar a febre infantil. Ao mesmo tempo, umedecer um pano com água morna e posicioná-lo sobre a testa da criança pode ter efeito similar. No entanto, essa medida é situacional. 

Se a criança aparentar incômodo com o uso da água, com irritação elevada ou mesmo calafrios, evite-a. 

Mantenha o ambiente limpo e arejado 

Um ambiente bem arejado e limpo acaba diminuindo a presença de alérgenos evita novos eventos de irritabilidade ou ressecamento nas mucosas, ajudando a proteger o organismo em inflamações e infecções diversas, o que acaba ajudando também no controle da febre infantil. 

Quando se preocupar com a febre infantil? 

Em geral, não é necessário se preocupar de imediato ao perceber o aumento da temperatura. Nesse caso, implemente as recomendações acima, busque orientação pediátrica apenas para encontrar o medicamento antipirético mais adequado e monitore o quadro periodicamente. 

Porém, é necessário se preocupar com a febre infantil quando: 

  • Febre acima de 39 ºC ou que esteja incessante por longos períodos; 
  • Ocorrência de convulsão associada a febre; 
  • Dificuldade de respirar e aparência pálida ou azulada; 
  • Quadro de febre cíclica que perduram por mais que cinco dias seguidos; 
  • Criança apresenta comportamento delirante ou prostático, mesmo após baixar a febre; 
  • Dificuldade em manter líquidos, com vômitos e diarreia constantes; 
  • Dificuldade ou recusa em se alimentar por várias horas seguidas; 
  • Surgirem erupções cutâneas incomuns; 
  • Reclamar ou dar sinais de dores de cabeça incessantes; 
  • Torcicolo ou endurecimento no músculo do pescoço; 
  • Sinais de hipersensibilidade à luz, fechando os olhos ou tampando o rosto; 
  • Febre acima de 37,3 ºC e incessante em crianças com menos de três meses de idade.

Se for gripe, Benegrip!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip, Benegrip Multi Dia, Benegrip Multi Noite e Benegrip Multi. Em fundo laranja, com o texto escrito

Benegrip tem a linha mais completa* do mercado para o tratamento dos sintomas de gripes e resfriados. Para promover o bem-estar e te ajudar a enfrentar a gripe , Benegrip está disponível em diferentes versões, para variados momentos e necessidades de toda a família!

Benegrip: versão tradicional e eficaz contra os sintomas da gripe. Com o poder dos 2 comprimidos (verde e laranja), combate as dores, febre, congestão nasal. Saiba mais sobre Benegrip

Benegrip Multi: antigripal líquido infantil para crianças a partir de 2 anos. Sua fórmula é feita à base de paracetamol, que combate as dores e a febre. Além disso, tem descongestionante e antialérgico que ajuda a acabar com o nariz entupido. Conheça o Benegrip Multi para cuidar da gripe das crianças!

Benegrip Multi Dia e Multi Noite: Fórmulas pensadas especialmente para os diferentes sintomas do Dia e da Noite e com forte** poder analgésico e descongestionante. A versão Dia não dá sono e contém descongestionante nasal. Já a versão Noite tem antialérgico e ajuda a dormir melhor. Veja como Benegrip Multi Dia e Multi Noite podem te ajudar.
*Linha com a maior quantidade de SKUs do mercado de antigripais. Fonte: IQVIA-PMB Mar/21.**Fórmula com alta concentração de ativos (800mg de paracetamol + 20mg de fenilefrina)