Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

O que causa pigarro na garganta? Possíveis causas e como tratá-las

27/05/2022 o-que-causa-pigarro-na-garganta

Você sabe o que causa o pigarro na garganta? Esse é um sintoma comum de doenças respiratórias ou que afetam a laringe, provocando a sensação de ter algo preso na garganta.  

Continue lendo e saiba o que pode provocar essa reação no organismo, além de ficar por dentro de algumas opções de tratamento que podem trazer alívio e conforto para quem está passando por esse aperto. 

O que é o pigarro? 

O pigarro é uma forma de irritação na garganta, normalmente com a presença de muco ou secreção, caracterizada pela sensação de obstrução leve, desconforto e rouquidão. É uma reação do sistema imunológico para combater infecções diversas. 

De modo geral, isso causa um desconforto moderado ao paciente, dificultando a deglutição, fazendo a pessoa engasgar-se ou prejudicando a respiração normal. Em casos mais severos, a região também pode ficar bastante dolorida e gerar lesão nas cordas vocais. 

O que causa o pigarro na garganta? 

Como mencionado, o pigarro é uma reação do corpo a um processo inflamatório ou infeccioso na laringe. O muco causa a sensação de obstrução e faz com que a pessoa tente limpar a garganta com frequência. 

A secreção produzida em excesso na mucosa que reveste a garganta tem a função de aprisionar o patógeno, seja vírus ou a bactéria, que causou o problema, evitando que ele atinja outras partes do corpo, além de facilitar o envio de células de defesa para combater o invasor. 

Diversas doenças podem desencadear essa reação e causar o pigarro na garganta. Conheça algumas delas a seguir: 

1. Gripes e resfriados 

Gripes são infecções virais que afetam o sistema respiratório completo, enquanto o resfriado é uma infecção viral ou bacteriana que atinge a parte superior do mesmo sistema. Com isso, ambas podem chegar à garganta e causar o pigarro. 

A inflamação da garganta em gripes e resfriados frequentemente está associada à produção de muco na região, para que as células de defesa cheguem ao trato respiratório para combater o invasor. 

2. Alergias 

A reação alérgica provocada pela liberação da histamina no organismo também pode causar o pigarro na garganta, já que essa é uma das principais vias de entrada de alérgenos, sendo necessário que o corpo produza o muco para prender e expelir esses agentes. 

3. Rinite, Sinusite, Asma e Rinossinusite 

A sinusite pode causar pigarro na garganta, assim como a rinite, asma e rinossinusite, entre outras alergias respiratórias.  

Em alguns desses casos, a secreção é produzida nas fossas nasais e regiões adjacentes, acumulando posteriormente na garganta e causando a obstrução. 

4. Refluxo laringo-faríngeo 

Uma causa alternativa ao pigarro é o refluxo laringo-faríngeo, que afeta a parte superior do trato digestivo. Diferente do refluxo gástrico, que provoca azia e queimação, esse quadro ocorre quando os alimentos voltam do estômago e ficam alojados na laringe ou faringe. 

Dessa forma, o corpo reage com a produção de muco e pigarro para lubrificar e mover os alimentos que causaram a obstrução, dando sequência ao processo de digestão. 

5. Laringite crônica 

Dando início as causas menos conhecidas e frequentes, temo a laringite crônica, que é uma inflamação recorrente e duradoura na laringe. Ela pode levar até três semanas para passar, causando dor de garganta, irritação nas cordas vocais, tosse e rouquidão. 

6. Câncer de laringe 

Uma doença mais grave que tem o pigarro na garganta como um dos sintomas iniciais é o câncer da laringe. Normalmente, atinge homens acima de 40 anos e está acompanhado de disfagia, dificuldade de deglutição, dor de garganta e alterações na voz. 

Considerando as diferentes causas possíveis para o pigarro, é importante frisar que apesar de sua simplicidade e baixo risco, esse sintoma deve ser observado de perto. Caso ele se mostre persistente, severo ou esteja associado a mais sintomas, é altamente recomendado procurar orientação de um médico otorrinolaringologista. 

Como acabar com o pigarro na garganta? 

Antes de falarmos sobre o que fazer para acabar com o pigarro na garganta, vale ressaltar que essa é uma reação do organismo a uma inflamação na garganta. Ou seja, muitas vezes o intuito do tratamento é gerar alívio do sintoma e permitir que o organismo promova a cura completa. 

Com isso em mente, veja como acabar com o pigarro e aliviar o incômodo na garganta: 

Como prevenir? 

As dicas de prevenção são gerais, devem ser adotadas na maior parte do tempo, principalmente em épocas de clima seco, como no inverno. Para isso, é recomendado: 

  • beber bastante água e manter a garganta hidratada; 
  • quando precisar assoar o nariz, use lenços de papel macios ou umedecidos; 
  • hidrate as mucosas nasais com umidificadores de ambiente; 
  • mantenha a limpeza do ambiente em dia, para evitar o acúmulo de poeira. 

Como tratar? 

O tratamento adequado pode depender da causa do sintoma, além disso, existem algumas recomendações gerais, como: 

  • gargarejo com água morna e sal (indicado apenas para adultos); 
  • nebulização ou inalação de vapor; 
  • uso de umidificadores; 
  • hidratação constante; 
  • consumo de chás com ingredientes como mel, limão e alho, que ajudam no combate à inflamação; 
  • consumo de alimentos macios para evitar agressões à parede interna da garganta; 
  • medicamentos com ação anti-inflamatória, analgésica e/ou anti-histamínica (seguir sempre a orientação do médico). 

E então, conseguiu tirar todas suas dúvidas sobre o que causa o pigarro na garganta e como tratá-lo? Continue acompanhando o blog Portal da Saúde para mais dicas de tratamento! 

Atenção: este conteúdo tem caráter informativo e não tem o intuito ou deve ser utilizado como substituição do atendimento médico especializado. Não é incentivada ou recomendada o autodiagnóstico e auto tratamento em qualquer hipótese. Em caso de dúvidas ou suspeita de qualquer problema de saúde, procure a unidade de saúde mais próxima. 

Se for gripe, Benegrip!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip, Benegrip Multi Dia, Benegrip Multi Noite e Benegrip Multi. Em fundo laranja, com o texto escrito

Benegrip tem a linha mais completa* do mercado para o tratamento dos sintomas de gripes e resfriados. Para promover o bem-estar e te ajudar a enfrentar a gripe , Benegrip está disponível em diferentes versões, para variados momentos e necessidades de toda a família!

Benegrip: versão tradicional e eficaz contra os sintomas da gripe. Com o poder dos 2 comprimidos (verde e laranja), combate as dores, febre, congestão nasal. Saiba mais sobre Benegrip

Benegrip Multi: antigripal líquido infantil para crianças a partir de 2 anos. Sua fórmula é feita à base de paracetamol, que combate as dores e a febre. Além disso, tem descongestionante e antialérgico que ajuda a acabar com o nariz entupido. Conheça o Benegrip Multi para cuidar da gripe das crianças!

Benegrip Multi Dia e Multi Noite: Fórmulas pensadas especialmente para os diferentes sintomas do Dia e da Noite e com forte** poder analgésico e descongestionante. A versão Dia não dá sono e contém descongestionante nasal. Já a versão Noite tem antialérgico e ajuda a dormir melhor. Veja como Benegrip Multi Dia e Multi Noite podem te ajudar.
*Linha com a maior quantidade de SKUs do mercado de antigripais. Fonte: IQVIA-PMB Mar/21.**Fórmula com alta concentração de ativos (800mg de paracetamol + 20mg de fenilefrina)