Cor do catarro

Na prática, o catarro, embora seja incômodo, é um importante mecanismo de proteção do sistema respiratório, ajudando a proteger as nossas mucosas de microrganismos e corpos estranhos. A sua produção aumenta quando ficamos doentes e a cor do catarro pode ajudar a identificar a origem dos sintomas.

Qualquer tipo de alteração ou agressão ao sistema respiratório pode estimular o aumento da produção de muco, como também é chamado o catarro. Isso ocorre ao inalar fumaça, respirar alérgenos ou devido à exposição a vírus e bactérias causadores de infecções e processos inflamatórios.

Como a secreção faz parte das defesas do organismo, sua coloração pode dar indícios sobre o que está afetando nossa saúde, qual região é mais impactada e até o nível de gravidade que o processo infeccioso ou inflamatório se encontra.

Quer saber o que a cor do catarro pode indicar e como tratar o sintoma em cada situação? Então continue lendo!

O que é o catarro e para que ele serve?

Catarro é o nome dado a secreção produzida nas mucosas do sistema respiratório, normalmente se apresentando como um líquido viscoso e espesso. Embora sua produção aumente quando as vias respiratórias estão sendo atacadas, ele pode ser encontrado naturalmente nesses locais, mesmo quando estamos saudáveis.

Além de saber o que é o catarro, também vale apontar para que ele serve. De modo geral, sua função consiste em manter as mucosas lubrificadas, limpas e protegidas, evitando lesões, irritações, corpos estranhos e microrganismos que possam atacar o tecido.

Quando o sistema respiratório fica doente, com uma gripe ou resfriado por exemplo, temos outro tipo de catarro, por assim dizer. Essa secreção se torna mais espessa, com função de limpar as vias aéreas e aprisionar qualquer microrganismo capaz de estar causando a infecção.

Sintomas associados ao excesso de catarro

De modo geral, quando ocorrem infecções ou inflamações ao longo do sistema respiratório, podemos notar um aumento significativo na produção desse muco, o que acaba por gerar excesso de catarro nas vias aéreas e vem acompanhado de vários outros sintomas, tais como:

  • Congestão nasal (sensação de nariz entupido);
  • Coriza (nariz escorrendo);
  • Tosse;
  • Espirros;
  • Dificuldade em respirar;
  • Garganta inflamada ou irritada.

A congestão nasal é muito associada ao excesso de muco, mas ela é causada pela inflamação dos vasos sanguíneos no interior das narinas. Eles se dilatam para facilitar o transporte de anticorpos ao local, o que acaba estreitando as vias respiratórias por conta do inchaço.

Mesmo assim, é importante notar que o catarro pode se alojar com mais facilidade por conta desses fatores, causando mais incômodo ao paciente. Normalmente, a secreção costuma ser transparente e bem líquida, mas nessa situação a cor do catarro fica mais opaca, esbranquiçada, com textura viscosa.

Algo similar ocorre na inflamação de garganta, onde os vasos dilatam e causam inchaço com irritação no local. O muco espesso prende microrganismos e corpos estranhos.

Nesse caso, é importante para o organismo expectorar o catarro, já que ele pode obstruir a passagem de ar e conter patógenos no seu interior. Por isso, temos os reflexos de tosse e espirros, para forçar o ar rapidamente para fora, levando consigo tudo que estiver alojado nas vias aéreas.

Quais as possíveis causas para o catarro?

Antes de mostrar o que a cor do catarro pode indicar em relação às causas e à gravidade dos sintomas, é importante considerar as possíveis causas para o aumento do volume e viscosidade desse tipo de secreção. De todo modo, podemos resumi-las na seguinte lista:

  • Fatores climáticos, como queda de temperatura e alterações na umidade relativa do ar;
  • Presença de alérgenos no ar, incluindo pólen, poeira, poluição atmosférica e ácaros;
  • Infecções e doenças respiratórias, como gripes, resfriados, covid-19, bronquite, pneumonia e tuberculose;
  • Exposição a produtos químicos e tóxicos ou tabagismo.

O clima afeta o sistema respiratório, demandando um ajuste entre metabolismo, funções biológicas e sistema imune para manter o corpo protegido e saudável com a diminuição na temperatura ambiente. Além disso, o ar seco resseca as vias respiratórias, deixando-as mais sensíveis a irritantes e invasores.

Em certas situações, pode ocorrer uma maior concentração de alérgenos no ar, que possivelmente causam reações alérgicas e elevam a produção de catarro. Ambientes com muita poeira, exposição à poluição, ácaros e até mesmo o pólen liberado por flores e plantas podem desencadear esse efeito.

Também podemos mencionar que o tabagismo e exposição frequente a gases tóxicos pode causar irritação e lesões nas vias respiratórias, trazendo sintomas como excesso de catarro, pigarro e rouquidão.

Por fim, podemos citar as doenças respiratórias, como a gripe, tuberculose, pneumonia e até mesmo o câncer de pulmão.

A maior parte delas é causada por vírus e bactérias, ou seja, são infecções provocadas por certos patógenos, que invadem o organismo e se aproveitam das estruturas celulares para se multiplicar.

Embora infecções e doenças respiratórias provoquem uma gama similar de sintomas, elas possuem certas particularidades, que vão desde a intensidade e evolução do quadro, diferentes causas e até mesmo mudando a cor do catarro expectorado ao tossir, espirrar ou assoar o nariz.

O que a cor do catarro pode indicar?

Inicialmente, a presença de secreção nas mucosas é algo natural e recorrente, pois se trata de um mecanismo de defesa do próprio organismo. Em outro cenário, quando temos algum tipo de alteração ou ataque ao sistema respiratório, pode ser notado um excesso de catarro, quando a secreção está mais espessa.

O mais comum é ter a cor do catarro em um tom esbranquiçado ou até transparente, indicando uma infecção leve a moderada, que está sendo combatida pelo organismo sem maiores dificuldades.

No entanto, pode ser que a causa para o aumento na produção de catarro demande uma ação mais específica do sistema imune ou mesmo esteja acompanhada de efeitos mais severos em nosso corpo, como lesões nos tecidos.

Nessa situação, a secreção pode mudar de cor. Ao expectorar, o paciente pode perceber um catarro de cor escura, esverdeado, roseado ou até mesmo com manchas de sangue.

Em qualquer situação, você pode procurar atendimento médico para identificar a causa para o sintoma. Ainda assim, é relevante apontar que ao expelir catarro com sangue, é recomendado procurar um pronto-socorro, já que esse é um sinal de algo mais grave.

Também vale ficar atento aos demais sintomas, sejam eles mais simples, como coriza, tosse com catarro e dor de garganta, até os mais sérios, como febre persistente, dificuldade respiratória, chiado no peito e dor no tórax.

Cores de catarro e seus significados + como tratar cada caso

Como mencionado, a cor do catarro pode indicar a causa e a severidade dos sintomas. Essa informação pode ser passada ao médico ou utilizada pelo próprio paciente para identificar o melhor passo para lidar com o quadro.

Veja a seguir as cores de catarro, o que elas podem significar e o que fazer para lidar com o sintoma:

Catarro esbranquiçado ou transparente

O mais comum é que a cor do catarro seja branca ou cinza clara, em alguns casos a secreção pode até ser transparente. Esse é um sinal de que a inflamação atinge principalmente o sistema respiratório superior, ou seja, vai das narinas até a garganta.

Pode ser um resfriado ou alergia, mas também ocorre em casos de sinusite e até gripe, mesmo que essa última atinja os pulmões. Alguns tipos raros de alergias alimentícias, principalmente em relação ao leite e seus derivados, podem resultar em irritação de garganta e catarro de cor branca.

Como tratar catarro esbranquiçado, acinzentado ou transparente: nesse caso, é importante ingerir bastante líquidos, principalmente água, para manter as mucosas hidratadas, facilitar a eliminação dessa secreção e até diluir sua concentração.

Em relação a reações alérgicas, antialérgicos específicos podem ser empregados no tratamento.

Catarro verde ou amarelo

Quando a cor do catarro é puxada para tons de verde ou amarelo, isso costuma indicar a presença de células de defesa do sistema imune no organismo, chamadas de neutrófilos. Sua ação produz uma proteína de cor verde, que é responsável pelo tingimento do muco produzido.

Essas células de defesa são empregadas principalmente para combater bactérias, por isso, o catarro esverdeado ou amarelado costuma dar indícios de que se trata de uma infecção bacteriana, como bronquite, pneumonia e similares.

Como tratar o catarro verde ou amarelo: como essa coloração indica uma causa bacteriana, pode ser necessário o uso de antibióticos no tratamento. Nesse caso, recomenda-se procurar atendimento médico para identificar corretamente o tipo de infecção, bactéria e remédio ideal para cada caso.

Catarro escuro, marrom ou preto

O catarro de cor escura, normalmente em tons de marrom ou preto, é comum em pessoas constantemente expostas a poluentes ou fumantes.

A fumaça inalada resseca as vias respiratórias, engatilhando a produção de catarro para proteger as mucosas, que toma uma cor escura por conta de partículas de resina, alcatrão ou gás carbônico inaladas com a respiração.

Como tratar o catarro escuro?

 É imprescindível diminuir a exposição aos poluentes, usando máscaras de proteção com filtragem específica para o nível e tipo de partículas dispersas no ar ambiente. Além disso, diminuir ou parar de fumar são recomendações válidas para o catarro gerado por conta do tabagismo.

Catarro roseado

Em algumas situações, o catarro expelido pode apresentar uma coloração próxima do rosa. Esse é um sinal de que pode ter acúmulo de líquido nos pulmões. É um sintoma muito comum em problemas cardíacos, que geram acúmulo de sangue ao redor dos pulmões, o que leva a entrada de fluidos nesses órgãos.

A insuficiência cardíaca é uma das principais responsáveis por esse sintoma.

Como tratar catarro roseado?

 O tratamento nesse caso deve ser proposto e acompanhado pelo esforço conjunto de um cardiologista e um pneumologista, que são qualificados para identificar a real causa e indicar remédios seguros e eficazes.

Catarro com sangue

Quando perceber que existem manchas de sangue no catarro expelido ao tossir, espirrar ou assoar o nariz, é importante elevar o nível de cuidado, pois há um sinal claro de sangramento nas vias respiratórias.

Isso pode ocorrer na garganta ou narinas, quando o ressecamento da mucosa gera uma hipersensibilidade e facilita a ocorrência de lesões, ou então esse machucado se encontra ao redor dos pulmões, o que é mais preocupante.

Em menores quantidades, pode se tratar de uma bronquite ou lesão superior. Se houver muito sangue no catarro, é sinal de pode haver um problema mais grave, como tuberculose, pneumonia ou até mesmo câncer de pulmão, fatores que exigem a busca por atendimento médico com urgência.

Como tratar catarro com sangue?

Como o sintoma pode ser indício de um caso mais grave e severo, o primeiro passo é passar por atendimento médico em pronto-socorro ou por um especialista em pneumologia.

Após a realização de exames, é possível identificar a causa e o nível de avanço do quadro, propondo assim o tratamento ideal para recuperar a saúde do paciente.

Conclusão

A cor do catarro é uma informação importante para o paciente saber como lidar com o seu quadro e também serve para ajudar o médico a realizar o diagnóstico corretamente, indicando o tratamento ideal para preservar e recuperar o organismo.

Fique atento aos sinais, anote este e demais sintomas e procure um pneumologista para enfrentar adequadamente os casos mais graves que podem afetar o sistema respiratório.

Para mais dicas de saúde, sintomas, prevenção e tratamento, continue ligado no Portal da Saúde.

Se for gripe, Benegrip!!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip Família Em fundo laranja, com o texto escrito

Benegrip tem a linha mais completa* do mercado para o tratamento dos sintomas de gripes e resfriados. Para promover o bem-estar e te ajudar a enfrentar a gripe , Benegrip está disponível em diferentes versões, para variados momentos e necessidades de toda a família!

Benegrip: versão tradicional e eficaz contra os sintomas da gripe. Com o poder dos 2 comprimidos (verde e laranja), combate as dores, febre, congestão nasal . Saiba mais sobre Benegrip.

Benegrip Multi: :antigripal líquido infantil para crianças a partir de 2 anos. Sua fórmula é feita à base de paracetamol, que combate as dores e a febre. Além disso, tem descongestionante e antialérgico que ajuda a acabar com o nariz entupido. Conheça o Benegrip Multi para cuidar da gripe das crianças!Saiba mais sobre Benegrip Multi.

Benegrip Multi Dia e Multi Noite Fórmulas pensadas especialmente para os diferentes sintomas do Dia e da Noite e com forte** poder analgésico e descongestionante. A versão Dia não dá sono e contém descongestionante nasal. Já a versão Noite tem antialérgico e ajuda a dormir melhor. Veja como Benegrip Multi Dia. e Benegrip Multi Noite. podem te ajudar.

*Linha com a maior quantidade de SKUs do mercado de antigripais. Fonte: IQVIA-PMB Dez/21.

**Fórmula com alta concentração de ativos (800mg de paracetamol + 20mg de fenilefrina)

Bula do produto: Benegrip.
Bula do produto: Benegrip Multi.
Bula do produto: Benegrip Multi Dia.
Bula do produto: Benegrip Multi Noite.

Benegrip. dipirona monoidratada, maleato de clorfeniramina, cafeína. Indicações: tratamento sintomático da gripe e resfriado. MS 1.7817.0092. Benegrip Multi. paracetamol, cloridrato de fenilefrina, maleato de carbinoxamina. Indicações: analgésico e antitérmico. Descongestionante nasal em processos de vias aéreas superiores. MS 1.7817.0768. Benegrip Multi Dia. paracetamol, cloridrato de fenilefrina. Indicações: para o tratamento dos sintomas das gripes e resfriados, como dor, febre e congestão nasal. MS 1.7817.0869 Benegrip Multi Noite. paracetamol, cloridrato de fenilefrina, maleato de carbinoxamina. Indicações: para o tratamento dos sintomas das gripes e resfriados, como dor, febre, congestão nasal e coriza. MS 1.7817.0868. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Dez/21.

Encontre o Benegrip ideal para você

Imagem da embalagem de Benegrip.

Benegrip®

O poder dos dois comprimidos
Benegrip® combate de maneira eficaz os sintomas de gripes e resfriados.1

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip® Multi Dia.

Benegrip® Multi Dia

Combate os sintomas de gripes e resfriados, com um potente* efeito analgésico e descongestionante, sem dar sono4.

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip® Multi Noite.

Benegrip® Multi Noite

Combate os sintomas de gripes e resfriados com um potente* efeito analgésico, descongestionante e antialérgico, para ajudar a dormir melhor5.

Encontre aqui Saiba mais

Suplemento Alimentar

Embalagem do Benegrip® Imuno Energy

Benegrip® Imuno

Cuida da sua imunidade e energia para te ajudar na recuperação da gripe.

Encontre aqui Saiba mais