Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Suplemento de vitamina D: o que é, para que serve e como tomar?

09/03/2022 suplemento vitamina d

O suplemento de vitamina D serve para suprir a necessidade desse nutriente em casos onde as fontes naturais ou a sua absorção é dificultada. Mas você sabe exatamente para que ele serve e quais os riscos causados pela sua falta? 

Antes de falar sobre como suplementar vitamina D e quais benefícios podem ser obtidos com esse tipo de produto, vamos entender a fundo o seu potencial para estimular a saúde do nosso corpo e manter a imunidade elevada. 

Boa leitura! 

O que é a vitamina D? 

A vitamina D é um nutriente lipossolúvel, que pode ser obtido por meio da alimentação, mas que é produzido naturalmente pelo corpo humano a partir da exposição à luz ultravioleta dos raios solares, ou seja, expor a pele ao sol serve de gatilho para a síntese desse nutriente em nosso metabolismo. 

Por conta de ser produzida pelo organismo, a vitamina D também pode ser classificada como um pré-hormônio, que participa de diversas funções biológicas, assim como na formação e manutenção de diversos tecidos celulares. 

Para que serve a vitamina D no organismo? 

De modo geral, a vitamina D é essencial para nossa saúde e participa do desenvolvimento e manutenção do nosso bem-estar, ao longo de diversas etapas de nossas vidas.  

Primeiramente, uma de suas funções é auxiliar o organismo na absorção de cálcio e fósforo, tornando-a muito importante para a formação de ossos fortes, essencial para o crescimento infantil e para prevenir o desenvolvimento de osteoporose em idades mais avançadas. 

Ela também favorece a saúde cardiovascular e do sistema nervoso, previne o diabetes, estimula o desenvolvimento da força muscular e tem um papel de destaque nos mecanismos de defesa do nosso organismo. 

A vitamina D ajuda na redução de inflamações e na regulagem do crescimento celular, fazendo com que ela participe ativamente do combate às doenças infecciosas e serve para ajudar o nosso sistema imunológico a expulsar microrganismos invasores, como vírus e bactérias.

Fontes de vitamina D 

ovos são boa fonte de vitamina d

A luz do sol é uma excelente fonte de vitamina D, sendo altamente recomendado um banho de sol de pelos menos 15 minutos todos os dias para estimular a produção natural desse nutriente. No entanto, quem trabalha em ambientes fechados ou durante dias nublados, essa fonte nem sempre está disponível. 

Dessa forma, é possível obter de forma alternativa a vitamina D por meio dos alimentos, entre os quais podemos citar: 

  • Peixes gordurosos, como salmão e atum; 
  • Óleo de fígado de bacalhau; 
  • Gema de ovos; 
  • Bife de fígado; 
  • Cogumelos; 
  • Leites, bebidas vegetais e cereais fortificados. 

Como podemos observar, fontes de vitamina D com origem vegetal são poucas e normalmente em menor concentração, sendo importante optar por alimentos fortificados, ou seja, que foram manipulados para aumentar os níveis desse nutriente. 

Também vale citar que por ser um nutriente lipossolúvel, é recomendado o consumo juntamente com algum tipo de gordura, seja de origem animal ou vegetal. 

Riscos da falta de vitamina D no organismo 

Algumas características individuais e certos hábitos podem diminuir a absorção natural do nutriente e aumentar a demanda por um suplemento de vitamina D. Em geral, os seguintes casos podem resultar em redução dos seus níveis no organismo: 

  • Pele escura: a melanina atua como proteção solar natural, por isso, quanto mais escura a pele, maior a quantidade de melanina e menor a capacidade de absorção dos raios ultravioleta que estimulam a produção de vitamina D; 
  • Protetor solar: protetor solar é muito importante para evitar os efeitos nocivos causados pelo sol, inclusive prevenindo o câncer de pele, mas ele também pode reduzir a absorção de raios UV e inibir a síntese de vitamina D; 
  • Dietas vegetarianas ou veganas: alimentação à base de plantas pode dificultar a absorção de vitamina D na dieta, pela baixa disponibilidade do nutriente; 
  • Fatores climáticos e geográficos: em regiões onde a incidência da luz solar varia ao longo do ano, a absorção de vitamina D pode ficar reduzida, o que costuma acontecer à medida que se distancia da linha do Equador. Da mesma forma, tempo nublado ou excesso de poluição atmosférica podem bloquear os raios solares e prejudicar sua produção natural. 

É importante destacar que nem sempre esses casos irão resultar em deficiência de vitamina D, eles foram citados apenas pela maior probabilidade de isso ocorrer. 

De qualquer forma, a falta de vitamina D é um risco para a saúde, podendo resultar em: 

  • Má formação dos ossos; 
  • Dores musculares e nos ossos; 
  • Maior chance de osteoporose e doenças similares; 
  • Sensação de fadiga e mau-humor; 
  • Baixa imunidade; 
  • Maior propensão à ficar doente; 
  • Queda de cabelos; 
  • Dificuldade de cicatrização; 
  • Aumenta o risco de depressão.

O que é o suplemento de vitamina D?  

Como alternativa para sua absorção, os suplementos de vitamina D ou compostos multivitamínicos, que combinam nutrientes variados, como vitamina C, D e zinco, por exemplo, são ótimas formas de assegurar a ingestão necessária para uma vida saudável. 

Em geral, obter a vitamina D exclusivamente por meio da dieta não é tarefa fácil e o suplemento de vitamina D pode ser considerado como uma solução viável.  

Além disso, pessoas que trabalham em ambientes fechados, usam roupas que cobrem a maior parte da pele ou não tem o costume de sair de casa, apresentam mais dificuldade de usar os raios solares para estimular a produção natural desse nutriente. 

Como suplementar vitamina D? 

Bons níveis de vitamina D aumentam a imunidade e a saúde do organismo em diversas áreas, mas também é importante ficar atento e não exagerar na dosagem.  

O excesso do nutriente pode levar ao acúmulo de cálcio, podendo resultar em problemas renais e cardíacos, além de ter efeito contrário na saúde dos ossos, enfraquecendo sua formação. 

Com isso em mente, a maneira correta de suplementar vitamina D é seguindo as recomendações de uso do multivitamínico de sua escolha, respeitando os limites de consumo diário. Além disso, pode ser necessário conferir com seu médico se essa alternativa é válida e indicada para seu caso. 

No geral, o suplemento de vitamina D é simples e seguro, especialmente se a fórmula combinar seus efeitos com outros nutrientes capazes de promover melhora na saúde e imunidade.  

Referências consultadas

NIH – National Institutes of Health [Internet]. Vitamin D – Fact Sheet for Health Professionals. Disponível em: https://ods.od.nih.gov/factsheets/VitaminD-HealthProfessional/. Acesso em janeiro/2022.

NIH – National Institutes of Health [Internet]. Vitamin D – Fact Sheet for Consumers. Disponível em: https://ods.od.nih.gov/factsheets/VitaminD-Consumer/. Acesso em janeiro/2022.

NHS [Internet]. Vitamin D. Disponível em: https://www.nhs.uk/conditions/vitamins-and-minerals/vitamin-d/. Acesso em janeiro/2022.

Chegou Benegrip Imuno!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip Imuno Complex e Benegrip Imuno Energy. Em fundo verde, com o texto escrito

Mais nova linha de Benegrip, agora de suplementos de vitaminas e minerais escolhidos para fortalecer* seu sistema imunológico e reforçar** sua energia.

Benegrip Imuno Complex: O primeiro em cápsulas gelatinosas***, possui uma fórmula exclusiva*** que irá auxiliar na prevenção* e fortalecer* o seu sistema imunológico. Saiba mais!

Benegrip Imuno Energy: Comprimidos efervescentes com um complexo exclusivo*** de vitaminas e minerais escolhidos que irão contribuir com sua energia** e auxiliar no sistema imune. Saiba mais!

Benegrip Imuno Complex e Benegrip Imuno Energy são alimentos isentos de registro de acordo com a RDC 27/2010. *Referente ao Benegrip Imuno Complex que contém vitamina D, C, A e Zinco que auxiliam no funcionamento do sistema imune. **Referente ao Benegrip Imuno Energy que contém vitamina C e Zinco que auxiliam no metabolismo energético, e de proteínas, carboidratos e gorduras, respectivamente. ***IQVIA. PMB. Agosto, 2021. Mapeamento do mercado de vitaminas.