Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Como acabar com gripes e resfriados em idosos? Tudo sobre sintomas, prevenção e tratamento!

27/05/2022 resfriado-em-idosos

O resfriado em idosos necessita de cuidados especiais, considerando que pessoas acima dos 60 anos de idade estão mais vulneráveis a sintomas mais severos e eventuais complicações, até mesmo em uma doença tão comum como essa. 

Da mesma forma que as crianças, que não têm a imunidade plenamente desenvolvida, as defesas do organismo em idosos pode se deteriorar com o passar dos anos, o que está ligado ao aumento da frequência e intensidade de quadros infecciosos. 

Além disso, é válido ressaltar que toda doença, por mais simples que seja, tem o seu custo para o organismo. Em um cenário de fragilidade como o citado, a ocorrência do resfriado pode abrir espaço para novos microrganismos invasores, elevando o risco geral da doença. 

Reunimos aqui as principais informações sobre como curar gripes e resfriados em idosos, com dicas para identificar os sintomas, prevenir a transmissão e iniciar o tratamento adequadamente. Continue lendo! 

O que é o resfriado? 

resfriado é uma infecção do sistema respiratório superior, ou seja, afeta a parte de cima da traqueia, laringe, faringe, cavidade nasal, nariz e boca. Ele pode ser provocado por mais de 200 patógenos diferentes, entre vírus e bactérias, sendo que o mais comum deles é o rinovírus. 

Em geral, os sintomas dos resfriados em adultos são os seguintes: 

  • coriza e/ou congestão nasal; 
  • tosse e garganta inflamada; 
  • dor de cabeça e no corpo; 
  • catarro ou muco; 
  • fadiga. 

A maioria dos sintomas do resfriado ocorre pela reação do organismo ao patógeno, envolvendo a inflamação das mucosas e o acúmulo de secreção. Os sintomas podem variar levemente de acordo com o patógeno e perfil do paciente. 

No geral, trata-se de uma doença de intensidade leve ou moderada, com duração média de 4 a 7 dias, com a presença de febre sendo extremamente rara, exceto entre as crianças. 

O que acontece com o sistema imunológico com a idade? 

Se essa é uma doença de baixo risco, por que o resfriado em idosos demandas cuidado extra? Para responder a esse questionamento, precisamos entender como funciona o sistema imune e o que acontece com ele quando envelhecemos. 

Em resumo, o sistema imunológico é composto por órgãos e células que atuam como um mecanismo de defesa contra invasores, responsável por controlar seus efeitos e combater sua presença no organismo. 

Para isso, ele faz uso de diversas células, como os linfócitos, que em grande número têm maior capacidade de evitar doenças. Com a idade, esses mecanismos de defesa perdem sua eficiência. 

O tempo de resposta fica mais lento, aumentando a incidência de doenças. Da mesma forma, a capacidade de recuperação do organismo também cai, levando mais tempo para restabelecer a saúde, o que ocorre pela diminuição do número de células imunes no corpo. 

Por que o resfriado em idosos é motivo para preocupação? 

Tudo isso mostra como nossa imunidade se deteriora com o tempo, exigindo esforços preventivos para não o sobrecarregar ainda mais. Também são esses os motivos que elevam o risco de resfriado em idosos. 

Esses pacientes sofrem sintomas mais severos e resistentes, resfriados mais duradouros e ainda podem apresentar uma sobrecarga cardiorrespiratória durante essas infecções.  

Também podemos notar maior incidência de complicações, como o surgimento de outros quadros infecciosos, entre os quais temos a pneumonia, que pode ser fatal.  

O alerta sobe mais ainda caso o paciente sofra com outras comorbidades, como diabetes, hipertensão e doenças crônicas relacionadas a idade. 

É como se o nosso organismo tivesse um limite de combustível que ele pode utilizar para combater doenças.  

À medida que a idade aumenta, esse limite cai. Ao mesmo tempo, temos um acúmulo de carga, somando demais comorbidades, que deixam pouca reserva para lidar com infecções, até mesmo as mais comuns. 

Como tratar gripes e resfriados em idosos? 

Nosso objetivo é conscientizar a respeito da prevenção a gripes e resfriados em idosos. Por isso, vamos finalizar com recomendações para auxiliar no tratamento e prevenção a essas doenças entre pessoas com 60 anos ou mais. 

Antes de mais nada, destacamos que a gripe é diferente do resfriado, principalmente por ter um tipo específico de causador, o vírus da Influenza. Por esse motivo que temos a capacidade de desenvolver a vacina da gripe. 

Idosos fazem parte do grupo preferencial das campanhas de vacinação contra a gripe e devem adquirir o imunizante todos os anos para se proteger. Ressaltamos, no entanto, que ele não tem eficiência contra resfriados. 

Tratamento 

Para curar resfriado em idosos, a recomendação é similar ao que vemos entre os demais públicos. Devemos fortalecer o corpo para que ele consiga promover a recuperação, ao mesmo tempo em que buscamos aliviar os sintomas e diminuir o desconforto. 

No entanto, para tratar gripes e resfriados em pessoas com mais de 60 anos temos que redobrar a atenção quanto aos medicamentos e outros ingredientes consumidos.  

Por exemplo, idosos que tomam remédios de uso contínuo devem tomar cuidado com as interações medicamentosas entre eles e os antigripais, evitando possíveis complicações. 

O ideal é passar por consulta médica e seguir corretamente o tratamento proposto pelo especialista em saúde. Dessa forma, se garante que o melhor remédio para tratar resfriados em idosos está sendo administrado. 

Além desses cuidados, é recomendado: 

  • fazer o repouso absoluto; 
  • diminuir a circulação de pessoas no mesmo ambiente que o idoso doente; 
  • reforçar a alimentação e a hidratação do paciente, sempre de acordo com as recomendações do médico. 

Prevenção 

Vamos então as dicas de prevenção contra gripes e resfriados em idosos. Buscamos recomendações práticas e eficientes, tanto para evitar o contágio quanto para o fortalecimento da imunidade. Confira: 

  • mantenha uma dieta saudável e balanceada; 
  • faça exames regulares para identificar possíveis deficiências nutritivas; 
  • mantenha a carteira de vacinação em dia; 
  • faça exercícios físicos para aumentar a imunidade e evitar a perda da capacidade motora e cognitiva; 
  • busque ter um ambiente seguro para o idoso, quedas e acidentes podem prejudicar a imunidade; 
  • não descuide da higiene pessoal; 
  • evite o contato com pessoas que possam estar doentes. 

Por hoje é só, essas foram nossas dicas sobre como tratar resfriado em idosos. Lembre-se de que a prevenção é o melhor remédio e cuide bem da sua saúde, independentemente da idade. 

Para mais dicas e informações sobre gripes e resfriados, continue ligado em nosso blog. Se gostou do conteúdo, não se esqueça de compartilhar com seus amigos e familiares. Até a próxima! 

Atenção: este conteúdo tem caráter informativo e não tem o intuito ou deve ser utilizado como substituição do atendimento médico especializado. Não é incentivada ou recomendada o autodiagnóstico e auto tratamento em qualquer hipótese. Em caso de dúvidas ou suspeita de qualquer problema de saúde, procure a unidade de saúde mais próxima. 

Se for gripe, Benegrip!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip, Benegrip Multi Dia, Benegrip Multi Noite e Benegrip Multi. Em fundo laranja, com o texto escrito

Benegrip tem a linha mais completa* do mercado para o tratamento dos sintomas de gripes e resfriados. Para promover o bem-estar e te ajudar a enfrentar a gripe , Benegrip está disponível em diferentes versões, para variados momentos e necessidades de toda a família!

Benegrip: versão tradicional e eficaz contra os sintomas da gripe. Com o poder dos 2 comprimidos (verde e laranja), combate as dores, febre, congestão nasal. Saiba mais sobre Benegrip

Benegrip Multi: antigripal líquido infantil para crianças a partir de 2 anos. Sua fórmula é feita à base de paracetamol, que combate as dores e a febre. Além disso, tem descongestionante e antialérgico que ajuda a acabar com o nariz entupido. Conheça o Benegrip Multi para cuidar da gripe das crianças!

Benegrip Multi Dia e Multi Noite: Fórmulas pensadas especialmente para os diferentes sintomas do Dia e da Noite e com forte** poder analgésico e descongestionante. A versão Dia não dá sono e contém descongestionante nasal. Já a versão Noite tem antialérgico e ajuda a dormir melhor. Veja como Benegrip Multi Dia e Multi Noite podem te ajudar.
*Linha com a maior quantidade de SKUs do mercado de antigripais. Fonte: IQVIA-PMB Mar/21.**Fórmula com alta concentração de ativos (800mg de paracetamol + 20mg de fenilefrina)