Vitaminas para imunidade: guia completo para entender de uma vez!

10/09/2021 vitaminas para imunidade

Todos os dias o corpo humano reage contra ataques de bactérias, vírus e outros micróbios – e essa luta é travada por meio do sistema imunológico. Para que isso ocorra, é imprescindível consumir vitaminas para imunidade.  

O sistema imunológico é uma barreira complexa, formada por milhões de células que cumprem diversas funções, todas responsáveis por garantir a defesa do organismo e por manter o corpo funcionando livre de doenças. 

Tendo uma alimentação correta e hábitos saudáveis, é possível auxiliar as células defensoras. Pensando nisso, decidimos elaborar esse guia para que você entenda, de uma vez, como funcionam as vitaminas para imunidade. 

Boa leitura! 

O que é o sistema imunológico? 

Antes de explicar como conseguir as vitaminas para imunidade, é importante esclarecer como funciona o sistema imunológico.  

O sistema imunológico desempenha um papel importante no organismo que é a de protegê-lo contra substâncias e micro-organismos nocivos, como vírus e bactérias.  O sistema imunológico é composto pelos seguintes órgãos: 

sistema imunológico

Reprodução: Medicine Plus 

  • Adenóides e amígdalas 
  • Timo 
  • Medula óssea 
  • Baço 
  • Nódulos linfáticos 

Como o sistema imunológico funciona? 

O sistema imunológico é ativado quando organismos estranhos a ele invadem o corpo – ou seja, os antígenos. Exemplos de antígenos podem ser as proteínas na superfície de bactérias, fungos e vírus.  

Quando os antígenos se ligam a receptores especiais nas células do sistema imunológico, uma série de processos se inicia para a produção de anticorpos e, consequentemente, o combate ao organismo nocivo. Dentre essas células, estão: 

  • Linfócitos 
  • Monócitos 
  • Neutrófilos 
  • Eosinófilos 
  • Basófilos 

Depois que o corpo entra em contato com um organismo causador de doença pela primeira vez, o sistema imunológico armazena informações sobre esse organismo e sobre como combatê-lo.  

Dessa forma, se o organismo voltar ao corpo, o sistema imunológico o reconhecerá imediatamente e poderá combatê-lo mais rapidamente. É por isso que, geralmente, as pessoas só contraem uma vez o vírus da catapora. 

Resposta imune inata ou adaptativa  

Existem dois subsistemas dentro do sistema imunológico, conhecidos como sistema imunológico inato (não específico) e sistema imunológico adaptativo (específico).  

A resposta imune inata se dá pela primeira barreira contra organismos nocivos. Esse é, literalmente, o primeiro escudo do corpo humano. Esse tipo de imunidade é constituído, dentre outros, por: 

  • Pele, pêlos e muco 
  • Acidez do estômago 
  • Células que constituem a primeira linha de defesa, como os neutrófilos, macrófagos e linfócitos NK 

Já o sistema imunológico adaptativo (específico) fabrica anticorpos e os usa para combater especificamente certos germes com os quais o corpo já entrou em contato. 

Além de dar origem a células de memória, a resposta imune adaptativa é mais específica porque tem a capacidade de identificar características únicas de cada microrganismo e, assim, responder com a imunidade mais efetiva possível. 

Vitaminas para imunidade: funcionam mesmo? 

É verdade que as vitaminas são importantes para imunidade. Elas podem ajudar a evitar doenças e outros problemas de saúde, principalmente em pessoas que estejam gravemente desnutridas. 

Para que o sistema imunológico se mantenha fortalecido, é imprescindível manter uma alimentação saudável, regrada e repleta de nutrientes que sejam capazes de tornar a imunidade do corpo ainda mais forte. 

Também é importante consultar um profissional para te ajudar com as vitaminas para imunidade. 

Dentre esse grupo de nutrientes, estão as vitaminas e os minerais, principalmente o zinco, e as vitaminas C e D. Que tal aprender um pouco mais sobre cada um deles e  como consegui-los? 

Zinco  

O zinco é um micromineral essencial que influencia o crescimento e afeta o desenvolvimento e a integridade do sistema imunológico.  

O mineral afeta desde a barreira da pele até a regulação gênica dentro dos linfócitos. Além disso, o zinco é crucial para o desenvolvimento da função das células mediadoras da imunidade inata, como os neutrófilos e células NK.  

A deficiência de zinco afeta o desenvolvimento da imunidade adquirida, evitando o crescimento e certas funções dos linfócitos T, assim como compromete o desenvolvimento de linfócitos B e a produção de anticorpos. 

Em que alimentos encontrar zinco? 

As principais fontes de zinco são as carnes vermelhas e as ostras, considerada a fonte mais rica deste mineral. Mas, caso você não tenha costume de comer esses alimentos, existem outras opções! Confira: 

  • Ovos 
  • Frango 
  • Leite e derivados 
  • Oleaginosas, como as amêndoas e os cereais integrais 

A falta de zinco pode causar diminuição da percepção gustativa, perda de apetite, atraso do crescimento, alterações da pele e deficiência no sistema imune. 

Vitamina C 

A vitamina C é um micronutriente que contribui para a defesa imunológica, apoiando várias das funções celulares do sistema imunológico inato e adaptativo.  

A vitamina C ajuda na barreira formada pelo tecido epitelial, além de promover a eliminação de oxidantes da pele, o que auxilia na proteção contra o estresse oxidativo ambiental.  

A vitamina C se acumula nas células fagocíticas, como neutrófilos, e pode aumentar auxiliar na morte microbiana.  

A deficiência de vitamina C resulta em uma imunidade prejudicada e, consequentemente, deixa o corpo mais suscetível a infecções. 

Além disso, a suplementação com vitamina C parece ser capaz de prevenir e tratar infecções respiratórias e sistêmicas.  

Em que alimentos encontrar vitamina C? 

A vitamina C pode ser encontrada, principalmente, em: 

  • Limão 
  • Caju 
  • Laranja 
  • Folhas verdes 

Vitamina D 

A vitamina D pode modular as respostas imunes inatas e adaptativas. Essa vitamina pode promover a homeostase (condição de relativa estabilidade) do cálcio, além de auxiliar na saúde dos ossos. 

Ela aumenta a absorção de cálcio no intestino delgado e estimula a diferenciação dos osteoclastos. Além disso, a vitamina D promove a mineralização da matriz de colágeno no osso.  

A deficiência de vitamina D está associada ao aumento da autoimunidade e também torna o corpo mais suscetível a infecções.  

Como conseguir vitamina D? 

Poucos alimentos contêm vitamina D naturalmente, então, para a maioria das pessoas, a melhor maneira de obter vitamina D suficiente é por meio da luz solar. 

A produção de vitamina D na pele é a principal fonte natural desta vitamina para o corpo. 

Durante a pandemia, tornou-se comum que as pessoas ficassem com deficiência de vitamina D, já que passaram a ficar mais tempo em casa. Por isso, não se esqueça de ficar ao sol por alguns minutos diariamente, de preferência no início da manhã! 

Suplementos 

Além de manter um estilo de vida saudável e consumir os alimentos citados acima no dia a dia, uma boa opção para fortalecer o sistema imunológico pode ser a suplementação.  

Os suplementos podem ajudar o corpo a atingir os níveis recomendados de cada vitamina diariamente. Apoiar-se somente na alimentação pode não ser o suficiente para que o sistema imunológico fique totalmente fortalecido. 

Listamos, então, outras vitaminas para imunidade que você pode investir na hora de escolher um suplemento. Confira! 

  • O suplemento de vitamina A pode ajudar o corpo a lutar contra infecções, pois essa vitamina age contra infecções respiratórias 
  • O suplemento de selênio é importante para a função imunológica. Esse mineral ajudar a fortalecer as defesas do corpo contra bactérias, vírus e outros organismos nocivos 
  • O suplemento de vitamina B2 e o de B6 é indicado para quem quer aumentar a ação do sistema imunológico, um resultado positivo da ingestão dessas vitaminas 
  • O suplemento de glutamina pode ajudar o corpo a recuperar a massa muscular 

Na hora de escolher um suplemento, é imprescindível consultar um médico. Diversos fatores influenciam na absorção de uma vitamina ou mineral pelo corpo e, por isso, somente um especialista poderá indicar a você a quantidade correta e a melhor forma de se consumir um suplemento.  

Referências consultadas

Bula dos produtos Benegrip, Benegrip Multi, Benegrip Multi Dia e Benegrip Multi Noite. 

Medicine Plus. Immune System. Disponível em: <https://medlineplus.gov/immunesystem.html>. Acesso em abril/2021. 

Harvard Health Publishing. Can supplements help boost your immune system?. Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/staying-healthy/can-supplements-help-boost-your-immune-system>. Acesso em abril/2021. 

University of Maryland Medical System. Boost the Immune System. Disponível em: <https://www.umms.org/coronavirus/what-to-know/managing-medical-conditions/healthy-habits/boost-immune-system>?. Acesso em abril/2021. 

InformedHealth.org [Internet]. Cologne, Germany: Institute for Quality and Efficiency in Health Care (IQWiG); 2006-. How does the immune system work? [Updated 2020 Apr 23]. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK279364/>. Acesso em abril/2021. 

Carr AC, Maggini S. Vitamin C and Immune Function. Nutrients. 2017 Nov 3;9(11):1211. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29099763/>. Acesso em abril/2021. 

Aranow C. Vitamin D and the immune system. J Investig Med. 2011 Aug;59(6):881-6. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21527855/>. Acesso em abril/2021. 

Shankar AH, Prasad AS. Zinc and immune function: the biological basis of altered resistance to infection. Am J Clin Nutr. 1998 Aug;68(2 Suppl):447S-463S. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/9701160/>. Acesso em abril/2021. 

Dardenne M. Zinc and immune function. Eur J Clin Nutr. 2002 Aug;56 Suppl 3:S20-3. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/12142956/>. Acesso em abril/2021. 

Aranow C. Vitamin D and the immune system. J Investig Med. 2011 Aug;59(6):881-6. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3166406/>. Acesso em abril/2021. 

Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde. Alimentação saudável. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/21alimentacao.html>. Acesso em abril/2021. 

Harvard School of Public Health. Vitamin D. Disponível em: <https://www.hsph.harvard.edu/nutritionsource/vitamin-d/>. Acesso em abril/2021. 

Chegou Benegrip Imuno!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip Imuno Complex e Benegrip Imuno Energy. Em fundo verde, com o texto escrito

Mais nova linha de Benegrip, agora de suplementos de vitaminas e minerais escolhidos para fortalecer* seu sistema imunológico e reforçar** sua energia.

Benegrip Imuno Complex: O primeiro em cápsulas gelatinosas***, possui uma fórmula exclusiva*** que irá auxiliar na prevenção* e fortalecer* o seu sistema imunológico. Saiba mais!

Benegrip Imuno Energy: Comprimidos efervescentes com um complexo exclusivo*** de vitaminas e minerais escolhidos que irão contribuir com sua energia** e auxiliar no sistema imune. Saiba mais!

Benegrip Imuno Complex e Benegrip Imuno Energy são alimentos isentos de registro de acordo com a RDC 27/2010. *Referente ao Benegrip Imuno Complex que contém vitamina D, C, A e Zinco que auxiliam no funcionamento do sistema imune. **Referente ao Benegrip Imuno Energy que contém vitamina C e Zinco que auxiliam no metabolismo energético, e de proteínas, carboidratos e gorduras, respectivamente. ***IQVIA. PMB. Agosto, 2021. Mapeamento do mercado de vitaminas.

posts relacionados