Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Como saber se garganta está inflamada? Dicas essenciais sobre o tema!

27/05/2022 como-saber-se-a-garganta-ta-inflamada

Muitos fatores podem causar desconforto na garganta, desde alérgenos e alimentos presos no local, até a ocorrência de infecções bacterianas ou virais, como resfriados e gripes. Para obter um diagnóstico preciso e um tratamento efetivo, é essencial entender a fundo esse complexo sintoma. 

Mas afinal de contas, como saber se a garganta está inflamada? Qual a diferença entre infecção e inflamação? Quais as possíveis causas e como tratá-las corretamente? Reunimos as respostas para essas e outras perguntas neste guia super prático. Boa leitura! 

O que é a inflamação? 

A inflamação é uma resposta do organismo para combater as agressões causadas por um agente invasor, seja ele um vírus, bactéria ou até mesmo um corpo estranho qualquer, que tenha causado uma reação alérgica, irritação local ou até mesmo feridas. 

Ao detectar a presença estranha, o sistema imunológico desencadeia uma reação que expande os vasos sanguíneos na região, facilitando o transporte de fluidos e células que vão combater os microrganismos ou objetos invasores, além de reparar os tecidos danificados. 

De modo geral, é similar à febre, condição em que o metabolismo é alterado para que agentes infecciosos não tenham um ambiente tão propício para sua proliferação. No processo inflamatório, podemos notar que além do inchaço e da dor, a região também fica avermelhada e quente. 

Como saber se a garganta está inflamada? 

Para saber se a garganta está inflamada, basta ficar atento a esses fatores. A reação inflamatória é caracterizada pela dilatação nos vasos sanguíneos ligados ao tecido afetado pelo organismo ou objeto invasor, resultando em vermelhidão, aquecimento, inchaço e dor. 

A partir daí, diferentes causas provocam reações ligeiramente diferentes, que também demandam soluções específicas. Por exemplo, uma reação alérgica pode desencadear uma inflamação na garganta, gerando coceira e irritação local. 

Em outra situação, quando uma pessoa usa muito a voz, ela pode lesionar as cordas vocais, provocando um processo inflamatório. Nesse caso, além do desconforto, haverá rouquidão, pigarro ou perda temporária da voz. 

Garganta inflamada ou infeccionada: tem diferença? 

Como saber se a garganta está inflamada ou infeccionada? Para responder essa questão, é preciso definir também o que é uma infecção, já que o conceito de inflamação foi estabelecido anteriormente. 

Basicamente, infecção é o termo que caracteriza a invasão do nosso corpo por vírus, bactérias, fungos e parasitas, desde o seu primeiro contato com os tecidos das mucosas e entranhas, até os problemas causados por conta de sua proliferação. 

Com isso, podemos entender que infecção é a doença ou conjunto de danos causados pela presença de um microrganismo invasor em nosso corpo. Já inflamação é o nome dado ao processo iniciado pelo sistema imunológico para combater qualquer corpo invasor, seja ele vivou ou não, e reparar os problemas causados por ele. 

Em resumo, são perspectivas diferentes de um mesmo problema, o que torna comum o uso desses termos como se fossem sinônimos, o que não é o caso. 

Diferença entre faringite, laringite e amigdalite 

Até aqui ficou claro como saber se a garganta está inflamada? Precisa de mais informações? Então vamos lá! Entre os principais tipos de inflamação ou infecção de garganta, temos a faringite, a laringite e a amigdalite. 

Continue lendo e entenda a diferença entre elas, bem como suas possíveis causas, sintomas adicionais e tratamentos recomendados.  

Lembrando que as informações apresentadas não têm o intuito de substituir o atendimento médico especializado, que nesses casos cabe ao ramo da otorrinolaringologia. 

Faringite 

A faringe é a região da garganta que faz a ligação entre a boca e o nariz. Logo, faringite é a inflamação dessa área, algo muito comum em infecções como a gripe, já que o vírus costuma adentrar no organismo pelas vias aéreas superiores. 

Entre as causas para faringite temos a presença de vírus, bactérias ou alérgenos, como poeira, fumaça de cigarro e outros poluentes. Pessoas que sofrem com refluxo gastresofágico e imunidade baixa também podem desenvolver esse tipo de inflamação de garganta. 

O paciente com faringite costuma se queixar de dificuldade de deglutição, garganta seca e coceira. Também pode ocorrer febre e dor de ouvido, além da forte dor de garganta, é claro. 

O tratamento é feito normalmente com analgésicos e anti-inflamatórios, para aliviar o sintoma e permitir a cura por meio do sistema imune. Nos casos de faringite bacteriana, medicamentos antibióticos podem ser administrados. 

Laringite 

A laringe é a região onde se localizam as cordas vocais, logo, a infecção na região é chamada de laringite, resultado de um processo inflamatório que pode ser agudo, surgindo de repente e passando em alguns dias, ou crônico, com duração de até semanas. 

Além das infecções por patógenos como vírus e bactérias, uso excessivo da voz, refluxo e lesões ou tumores nas cordas vocais também estão entre suas possíveis causas. 

O tratamento é similar ao da faringite, como analgésicos e anti-inflamatórios, além de antibióticos para infecções bacterianas. Também é recomendado o repouso das cordas vocais e acompanhamento especializado no sistema digestivo para os casos de refluxo. 

Pode ser necessária a intervenção cirúrgica em casos mais extremos. 

Amigdalite 

Por fim, temos a amigdalite, que como o nome já indica, é a infecção que atinge as amígdalas palatinas, que ficam na boca, ao fundo da garganta. Fatores como imunidade baixa, vírus e bactérias são os principais causadores desse tipo de inflamação. 

É comum que crianças com a garganta inflamada também apresentem febre, calafrios, perda do apetite e nódulos linfáticos próximos ao pescoço. O inchaço e vermelhidão local também pode vir acompanhado de pus, causando enjoo e mal-estar. 

O tratamento varia de antibióticos, analgésicos, anti-inflamatórios e antitérmicos, até um reforço na hidratação e realização de gargarejos. O médico também pode indicar a necessidade de retirada das amígdalas em alguns casos, sendo uma cirurgia simples e segura. 

8 dicas para aliviar a garganta inflamada 

Pronto, agora já tem uma noção ampliada de como saber se está com a garganta inflamada. Para finalizar o post e promover o seu bem-estar, que tal conferir oito dicas para aliviar a garganta inflamada? Vamos lá: 

  1. beba água, manter a região hidratada alivia o desconforto e evita agravamento da irritação; 
  1. evite o choque térmico, especialmente se tiver sensibilidade a líquidos frios; 
  1. chás, sopas e outros alimentos e bebidas quentes podem aliviar a dor e facilitar a ingestão de nutrientes importantes para sua recuperação; 
  1. use um umidificador de ambiente, especialmente em épocas de clima muito seco; 
  1. o uso de anti-inflamatórios e antibióticos deve ser indicado e acompanhado pelo seu médico; 
  1. evite a transmissão a terceiros, mantendo uma distância segura e usando máscara, se possível; 
  1. dor leve e sem febre pode ser tratada com analgésicos e repouso; 
  1. evite alimentos sólidos que podem causar mais irritação. 

Esperamos que nossas dicas tenham demonstrado como saber se a garganta está inflamada, quais as possíveis causas e como tratar cada caso. Lembre-se de seguir o tratamento indicado pelo médico e não deixe de conferir mais dicas de saúde e bem-estar aqui do blog.  

Até a próxima! 

Se for gripe, Benegrip!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip, Benegrip Multi Dia, Benegrip Multi Noite e Benegrip Multi. Em fundo laranja, com o texto escrito

Benegrip tem a linha mais completa* do mercado para o tratamento dos sintomas de gripes e resfriados. Para promover o bem-estar e te ajudar a enfrentar a gripe , Benegrip está disponível em diferentes versões, para variados momentos e necessidades de toda a família!

Benegrip: versão tradicional e eficaz contra os sintomas da gripe. Com o poder dos 2 comprimidos (verde e laranja), combate as dores, febre, congestão nasal. Saiba mais sobre Benegrip

Benegrip Multi: antigripal líquido infantil para crianças a partir de 2 anos. Sua fórmula é feita à base de paracetamol, que combate as dores e a febre. Além disso, tem descongestionante e antialérgico que ajuda a acabar com o nariz entupido. Conheça o Benegrip Multi para cuidar da gripe das crianças!

Benegrip Multi Dia e Multi Noite: Fórmulas pensadas especialmente para os diferentes sintomas do Dia e da Noite e com forte** poder analgésico e descongestionante. A versão Dia não dá sono e contém descongestionante nasal. Já a versão Noite tem antialérgico e ajuda a dormir melhor. Veja como Benegrip Multi Dia e Multi Noite podem te ajudar.
*Linha com a maior quantidade de SKUs do mercado de antigripais. Fonte: IQVIA-PMB Mar/21.**Fórmula com alta concentração de ativos (800mg de paracetamol + 20mg de fenilefrina)