Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Analgésico e antitérmico: o que são, como agem e para que servem?

27/05/2022 analgesico-e-antitermico

O uso de analgésicos e antitérmicos faz parte do tratamento de gripes, resfriados e outras doenças, servindo para alívio da dor e redução da febre, respectivamente. Mas você sabe mesmo qual a diferença entre eles e como eles agem no organismo? 

Entender como esses ativos se diferenciam e quais componentes entregam esses efeitos é essencial para o uso consciente de remédios, aproveitado tratamentos de forma mais segura e eficaz. 

Primeiramente, é preciso esclarecer que analgésico e antitérmico são classes de medicamentos ou propriedades atribuídas aos seus componentes, ou seja, ajudam a categorizar cada fórmula e identificar qual sua aplicação ideal. 

Alguns componentes, como veremos adiante, podem combinar ambos os efeitos, auxiliando na redução da dor e febre simultaneamente. Além disso, também é importante diferenciá-los de outros tipos de remédios, como é o caso de anti-inflamatórios e antibióticos. 

Quer saber mais sobre os remédios que servem para o tratamento de gripes e resfriados? Então aproveite a leitura! 

O que é analgésico? 

De modo geral, analgésico é uma classe de medicamentos que ajudam no combate a qualquer tipo de dor que pode acometer o nosso corpo, incluindo aquelas causadas por lesões, queimaduras, processos inflamatórios e muitos outros.  

Na prática, eles reduzem a capacidade sensorial no sistema nervoso para bloquear receptores responsáveis pela sensação de dor. 

Tipos de analgésicos 

Atualmente, temos três principais grupos de analgésicos no mercado, cada um deles indicado para tratar dores de intensidade e tipos diferentes. São eles: 

  • Analgésicos comuns ou periféricos: indicados para dores de intensidade no máximo moderada, são aqueles medicamentos encontrados e adquiridos na farmácia sem a necessidade de prescrição médica, tratando pancadas leves, dores de tensão e similares; 
  • Anti-inflamatórios não esteroides: a seguir temos analgésicos para aliviar dores causadas por lesões ou inflamações leves, já que também ajudam o organismo a reduzir o inchaço, além de aliviar a dor; 
  • Opioides: indicados para dores intensas e crônicas, são medicamentos controlados por serem capazes de causar dependência. Podem ser de origem sintética ou derivados diretamente do ópio. Seu alto potencial analgésico é útil ao tratamento de dores associadas ao câncer, pós-cirúrgico e quadros mais graves. 

Como age o analgésico no organismo? 

Em relação a como o analgésico atua no organismo, é importante lembrar que cada uma das classes de substâncias com esse ativo deve apresentar suas particularidades nesse quesito. 

Falando de forma generalizada, podemos entender a ação do analgésico por meio do mecanismo da dor.  

Quando há algo errado em nosso corpo, causando algum tipo de machucado, nossos receptores sensoriais detectam essa ameaça ou incômodo e avisam o cérebro, para que ele tente resolver o problema. 

Os analgésicos então servem para impedir ou diminuir a intensidade da mensagem enviada ao cérebro, reduzindo ou cessando completamente a sensação de dor. 

O que é antitérmico? 

A classe dos medicamentos com ação antitérmica, também chamada de antipirética, serve para combater a febre, atuando no hipotálamo para voltar a reduzir o limiar térmico no organismo e estimular a perda de calor. 

Em primeiro lugar, é preciso entender que a febre é uma reação do organismo para lidar com alguma ameaça. Por exemplo, no caso da gripe, esse mecanismo serve para desacelerar a propagação do vírus e criar um ambiente menos propício para sua sobrevivência. 

Nesse caso, o hipotálamo, que atua como uma espécie de termostato do nosso corpo, eleva o limiar térmico e regula as funções biológicas para evitar a perda de calor corporal.  

É por isso que durante o estado febril, sentimos calafrios, tremores e temperatura reduzida nas extremidades dos membros, sendo que todo o calor está sendo preservado onde ficam os órgãos. 

Como age o antitérmico no organismo? 

A febre tem a função de auxiliar no combate a vírus e bactérias causadores de doenças, atuando como uma das medidas de defesa do organismo. Porém, ela também provoca desconforto e pode prejudicar a saúde quando se mantém elevada e constante por longos períodos. 

Dessa forma, o antitérmico age como descrito, sinalizando para o sistema nervoso que está na hora de baixar a temperatura do corpo. 

Outros medicamentos que precisamos conhecer 

Além do analgésico e antitérmico, outros ativos são muito conhecidos e utilizados no tratamento de diversos problemas de saúde, por isso, é relevante saber um pouco mais sobre o que eles são e quando eles são indicados. Vamos lá? 

O que é antibiótico? 

Antibióticos são uma classe de medicamentos voltados para auxiliar o organismo a combater bactérias, microrganismos capazes de causar doenças, infecções e parasitar o corpo, ou seja, podem causar muitos problemas para nossa saúde. 

Eles podem atuar matando bactérias ou impedindo sua multiplicação, permitindo que o sistema imunológico mate os microrganismos invasores sem se preocupar com novas unidades surgindo com o passar do tempo. 

Antibióticos não são eficazes no combate à vírus, logo, esses medicamentos não devem ser tomados para tratamento de gripes, resfriados e outras infecções virais, como a covid-19.  

Além disso, o uso indiscriminado de antibióticos na infância pode provocar um desenvolvimento incompleto do sistema imunológico, prejudicando a eficácia dos mecanismos de defesa do organismo infantil. 

O que é anti-inflamatório? 

Por fim, temos os anti-inflamatórios. Como o nome sugere, são medicamentos que auxiliam o organismo a tratar e diminuir inflamações.  

Na prática, isso significa que eles também podem tratar alguns tipos de dores, principalmente causadas por inchaço após uma lesão.  

O processo inflamatório é uma reação do sistema imunológico a uma ameaça ou lesão. Os vasos sanguíneos na região afetada se dilatam, causando inchaço, vermelhidão e aquecimento local, para facilitar o transporte de células de defesa e substâncias necessárias para recuperação dos tecidos. 

Temos dois subgrupos nessa categoria, os anti-inflamatórios não esteroides, citados anteriormente, e os corticoides.  

Os não esteroides são voltados para aliviar a dor associada a inflamação, daí sua citação entre os analgésicos. Já os corticoides auxiliam no tratamento de alergias, doenças crônicas ou autoimunes. 

Analgésico e antitérmico para tratamento de gripe e resfriado 

Você deve ter notado que analgésicos e antitérmicos atuam para aliviar o desconforto causado por reações do organismo a um problema, seja uma lesão ou a presença de um microrganismo invasor. 

De todo modo, seu objetivo é diminuir o incômodo, enquanto permite que o sistema imunológico cumpra seu papel por meio de mecanismos de defesa como a sensação de dor, a febre e inflamações locais. 

Em outras palavras, eles aliviam os sintomas de uma doença enquanto a nossa imunidade promove a cura, o que é exatamente o que precisamos quando estamos com uma gripe ou resfriado. Essas infecções são autolimitadas, ou seja, sua cura é feita pelo próprio organismo e não por medicamentos. 

Dessa forma, medicamentos com ação antitérmica e analgésica servem o propósito de diminuir o desconforto, manter o bem-estar e evitar a sobrecarga do nosso organismo com a exposição continua aos efeitos negativos das reações citadas. 

Mesmo que remédios para gripes e resfriados não tenham a necessidade de prescrição médica, é importante seguir as recomendações de uso, especialmente em relação à dosagem e contraindicações, certificando o oferecimento de tratamento adequado e seguro.

Se for gripe, Benegrip!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip, Benegrip Multi Dia, Benegrip Multi Noite e Benegrip Multi. Em fundo laranja, com o texto escrito

Benegrip tem a linha mais completa* do mercado para o tratamento dos sintomas de gripes e resfriados. Para promover o bem-estar e te ajudar a enfrentar a gripe , Benegrip está disponível em diferentes versões, para variados momentos e necessidades de toda a família!

Benegrip: versão tradicional e eficaz contra os sintomas da gripe. Com o poder dos 2 comprimidos (verde e laranja), combate as dores, febre, congestão nasal. Saiba mais sobre Benegrip

Benegrip Multi: antigripal líquido infantil para crianças a partir de 2 anos. Sua fórmula é feita à base de paracetamol, que combate as dores e a febre. Além disso, tem descongestionante e antialérgico que ajuda a acabar com o nariz entupido. Conheça o Benegrip Multi para cuidar da gripe das crianças!

Benegrip Multi Dia e Multi Noite: Fórmulas pensadas especialmente para os diferentes sintomas do Dia e da Noite e com forte** poder analgésico e descongestionante. A versão Dia não dá sono e contém descongestionante nasal. Já a versão Noite tem antialérgico e ajuda a dormir melhor. Veja como Benegrip Multi Dia e Multi Noite podem te ajudar.
*Linha com a maior quantidade de SKUs do mercado de antigripais. Fonte: IQVIA-PMB Mar/21.**Fórmula com alta concentração de ativos (800mg de paracetamol + 20mg de fenilefrina)