Imagem do post Vacina bivalente da covid-19: tudo que precisa saber


A vacina bivalente volta a ficar em evidência com a liberação de novas doses de reforço para grupos de risco. A imunização é recomendada para auxiliar na prevenção de novos casos e reinfecções de covid-19, combatendo o avanço de novas variantes do coronavírus. 1

Subtipos das cepas Ômicron foram detectadas no país em 2023, exigindo uma atualização da vacina e distribuição de doses de reforço.  1

A nota técnica do Ministério da Saúde direciona a campanha para pessoas com 60 anos de idade ou mais, bem como para indivíduos imunossuprimidos que tenham tomado a vacina há mais de seis meses.  1

Nesse post, vamos explicar o que é a vacina bivalente, qual o benefício do imunizante e por que você deve tomar o reforço se ele estiver disponível para o seu perfil. Continue lendo!

O que é a vacina bivalente?

A vacina bivalente é um imunizante com dupla função, daí o nome. Isso significa que foi preparada para estimular a criação de anticorpos para prevenção das cepas originais de covid. Simultaneamente, também protege contra subvariantes em evidência que, atualmente, são relacionadas à ômicron. 2

O objetivo da imunização bivalente é provocar uma resposta mais robusta no organismo, de modo que a eficiência e validade da proteção sejam maiores do que aplicações feitas com versões monovalentes. 2

Considerando a elevada capacidade de mutação do vírus, uma dose com ação mais ampla pode evitar cenários críticos em uma nova onda de covid2

Assim as iniciativas de monitoramento do vírus têm mais tempo para fazer suas análises e desenvolver soluções, sem exigir medidas emergenciais ou colocar a população em risco. 2

Quais são seus benefícios em relação às primeiras vacinas contra covid?

De acordo com a própria indústria farmacêutica responsável pela produção dos imunizantes, a vacina bivalente provoca uma resposta imunológica mais ampla e efetiva que a das primeiras doses disponibilizadas à população. 2

Isso significa que estão hábeis para proteger mais contra cepas originais e variantes atuais, o que não é possível com as versões monovalentes. O vírus circula em ritmo acelerado desde 2020, assim, a cada ano, é possível atualizar a vacina e prepará-la para lidar com as mutações e cepas que, eventualmente, surgirem. 2

A aplicação de doses de reforço, em cima da imunização inicial, é interessante para prolongar a validade dos anticorpos.  2

Esse cuidado possibilita reduzir a incidência de covid-19, sejam em casos novos ou em reinfecções. Assim a exposição do vírus ao organismo é combatida, evitando cenários que favoreçam mutações genéticas que aumentem a resistência do patógeno aos tratamentos atuais. 2

Quem pode tomar a vacina bivalente?

As campanhas de imunização com a vacina bivalente são direcionadas aos principais grupos de risco, incluindo 3:

  • idosos com 60 anos ou mais;
  • pacientes com comorbidades;
  • pessoas imunossuprimidas.

Assim que o atendimento prioritário atingir um nível aceitável, a tendência é que a vacina bivalente seja liberada para doses de reforço no restante da população. Lembrando que cada unidade federativa tem autonomia para coordenar a campanha nas suas dependências.

Como fazer para tomar a vacina?

Para tomar a bivalente você precisa estar no grupo atendido pela campanha de imunização no seu estado. Cumprindo esse critério, compareça a um posto de saúde da sua cidade, portando a carteira de vacinação e documentos de identidade. 1

Quais são as reações e efeitos colaterais da vacina bivalente?

Os efeitos colaterais mais comuns da vacina bivalente são 4:

  • dor de cabeça;
  • dor nas articulações;
  • dor muscular;
  • dor na área da aplicação;
  • fadiga;
  • calafrios.

Apesar de eventuais incômodos, não é necessário deixar de tomar o imunizante, pois a maioria das reações oferece baixo risco e dura pouco. Esse impacto é bem menor e mais manejável do que pegar covid. 4

Quanto tempo duram as reações?

As reações da vacina bivalente têm intensidade moderada e duram no máximo 24 horas, o que é um pequeno preço a pagar. Em troca, a proteção contra a covid-19 pode durar meses ou mesmo anos, principalmente com novas doses de reforço. 4

Quais são as contraindicações da vacina?

A contraindicação fica apenas por conta de pessoas que apresentaram reação adversa grave com as vacinas anteriores. Nesse caso, é necessário consultar autoridades da saúde para verificar o procedimento adequado. 4

Quem tem alergia a ovos e leite pode se vacinar tranquilamente, pois não são ingredientes usados na produção do imunizante. 4

Quem tomou a bivalente ainda pode pegar covid?

Sim, mesmo tomando a bivalente você ainda pode pegar covid-19. O motivo é a existência de muitas variantes em circulação e da alta capacidade mutagênica do coronavírus. Ainda assim, o ganho da resposta imunológica, proporcionado pela vacina, continua sendo útil, pois é capaz de evitar infecções graves e sintomas mais sérios. 4

Dessa forma, quando a vacinação não impede a infecção, ela pode ao menos atenuar o quadro e reduzir bastante o risco de complicações respiratórias. 4

Quanto tempo duram os efeitos de imunização?

O efeito da imunização é prolongado e, de certa forma, indeterminado. A probabilidade é que o índice de proteção diminua com o passar do tempo, começando do quarto mês após fazer a vacina. Daí a importância das doses de reforço. 4

Conclusão

A vacina bivalente contra a covid é uma das formas mais eficazes de prevenção da doença. O imunizante protege tanto contra cepas originais e contra variantes em maior circulação, principalmente as da linhagem ômicron, que é mais transmissiva e recorrente.

Começando pelos grupos prioritários, como os idosos e pacientes imunossuprimidos, a campanha visa reforçar e atualizar a proteção, diminuindo o número de casos e internações relacionadas à doença.

É uma medida importante para reduzir ao máximo a circulação do patógeno, desacelerando sua capacidade de sofrer mutações e adquirir resistência.

Não há cura para a covid-19, fazendo com que a prevenção seja o melhor remédio. Ao contrair o vírus, ficar em repouso e isolamento é imprescindível. Para aliviar os sintomas e ter mais conforto nesse período, conte com a ajuda de Benegrip, antigripal que também é eficaz no alívio do quadro causado pelo coronavírus.

Imagem ilustrativa com embalagem do produto Benegrip Imuno Energy

Sobre o autor

Benegrip

Benegrip possui tradição e confiança para cuidar de você e da sua família.

Benegrip® é recomendado para alívio dos sintomas das gripes e resfriados, como dor, febre, nariz entupido e coriza.

Conheça o autor

Encontre o Benegrip ideal para você

Embalagem do Benedesc Plus

Benedesc Plus

Descongestionante e antialérgico líquido feito especialmente para crianças acima de 2 anos

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip.

Benegrip®

O poder dos dois comprimidos
Benegrip® combate de maneira eficaz os sintomas de gripes e resfriados.1

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip® Multi Dia.

Benegrip® Multi Dia

Combate os sintomas de gripes e resfriados, com um potente* efeito analgésico e descongestionante, sem dar sono4.

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip® Multi Noite.

Benegrip® Multi Noite

Combate os sintomas de gripes e resfriados com um potente* efeito analgésico, descongestionante e antialérgico, para ajudar a dormir melhor5.

Encontre aqui Saiba mais

Suplemento Alimentar

Embalagem do Benegrip® Imuno Energy

Benegrip® Imuno

Cuida da sua imunidade e energia para te ajudar na recuperação da gripe.

Encontre aqui Saiba mais