string(338) "SELECT * FROM ctas INNER JOIN tipo_conteudos ON tipo_conteudos.idConteudos = ctas.tipoConteudoCta INNER JOIN projetos ON projetos.idProjeto = tipo_conteudos.idConteudos INNER JOIN rel_ctas_posts ON rel_ctas_posts.relCta = ctas.idCta INNER JOIN posts ON rel_ctas_posts.relPost = posts.idPost WHERE ctas.idConteudos="16" AND relPost="1804";" 21 mitos e verdades sobre a gripe: causas, transmissão, prevenção e tratamento

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

21 mitos e verdades sobre a gripe: causas, transmissão, prevenção e tratamento

23/06/2022 mitos e verdades sobre a gripe

Apesar de ser uma doença extremamente comum, ainda existem muitos mitos e verdades sobre a gripe em circulação por aí, mesmo com o aumento do acesso a fontes confiáveis de informação, como a Organização Mundial de Saúde e entidades governamentais.

Em tempos de pandemia, saber diferenciar o que é verdade e o que é mito em relação a gripe e outras infecções respiratórias é essencial para adotar medidas preventivas e tratamentos mais adequados e seguros.

Quer fugir das fake news? Então confira nossa lista de 21 mitos e verdades sobre a gripe, baseados em informações confiáveis, retiradas das principais autoridades em saúde e doenças respiratórias. Antes disso, vamos relembrar fatos importantes sobre a Influenza. Aproveite a leitura!

O que é a gripe?

Não há como falar sobre os mitos e verdades sobre a gripe sem antes estabelecer dados importantes sobre a doença. Essa é uma infecção respiratória capaz de afetar todo esse sistema até os pulmões. Ela é provocada pelo vírus da Influenza, um patógeno com alta capacidade de mutação.

Esse vírus se divide em tipos diferentes, principalmente Influenza A, B e C, todos com potencial de infectar humanos. Em cada um desses grupos também temos alguns subtipos, como o H1N1 e H3N2, que pertencem ao tipo A, e as linhagens Victoria e Yamagata do tipo B.

Por conta de sua mutabilidade, facilitada pela interação entre os subtipos descritos, a gripe tem a capacidade de causar epidemias sazonais. O maior risco da gripe ocorre quando ela não é tratada ou atinge uma pessoa com a imunidade enfraquecida, podendo levar a complicações como a pneumonia.

Os grupos de risco da gripe, focados pelas campanhas de vacinação anual, são:

  • Crianças até cinco anos de idade;
  • Idosos, acima de 60 anos de idade;
  • Gestantes e lactantes;
  • Pessoas com comorbidades, como doença cardiovascular e diabetes;
  • Pessoas que sofrem com doenças que diminuem a imunidade, como a AIDS.

A gripe pode ser prevenida com hábitos de higiene, uso de máscaras e principalmente com a vacinação, porém, depois de contraída ela não pode ser curada por tratamentos caseiros ou medicamentosos. A recuperação fica na responsabilidade do próprio sistema imune.

Sintomas comuns da gripe

O quadro de sintomas da Influenza é similar ao de muitas outras infecções respiratórias, o que pode estar por trás de muitos mitos e verdades sobre a gripe que temos conhecimento. De modo geral, eles incluem:

  • Febre alta e súbita, acima de 38 ºC;
  • Dor de cabeça;
  • Dores pelo corpo;
  • Fadiga e indisposição;
  • Mal-estar generalizado;
  • Garganta inflamada ou dolorida;
  • Tosse;
  • Nariz escorrendo e entupido;
  • Espirros;
  • Calafrios e extremidades geladas.

A duração total da gripe costuma ficar entre sete e dez dias. No geral, os primeiros três dias costumam incluir sintomas mais intensos e recorrentes, sumindo e voltando com o passar das horas. Também é normal que a febre seja o primeiro desses sintomas, começando repentinamente.

Após o quarto dia ela deve cessar completamente e o restante das queixas vão diminuindo gradativamente, até a recuperação completa.

Essa evolução dos sintomas da gripe é bem característica e pode ser utilizada para definição do diagnóstico, diferenciando de outros casos como resfriados, alergias e variantes de covid-19.

21 mitos e verdades sobre a gripe

Agora que já conhecemos fatos estabelecidos, é hora de abordar os 21 mitos e verdades sobre a gripe que listamos nesse post.

A origem de cada um deles varia bastante, podendo ser por similaridades nos sintomas, tratamentos inadequados, informações confusas e até alguns costumes antigos que passam de geração em geração.

Vamos conhecer a verdade por trás do que sabemos sobre a gripe. Confira!

1. Gripe e resfriado são a mesma coisa

[MITO]

Esse é um mito clássico, que diz que a gripe e o resfriado são a mesma coisa, porém em intensidades diferentes, com a primeira sendo a versão mais forte da mesma doença. Isso não é verdade!

A gripe é causada apenas pelo vírus da Influenza, que também só pode provocar esse tipo de infecção. Ela atinge todo o sistema respiratório, provoca febre e pode complicar para uma pneumonia, já que causa inflamações nos pulmões.

Já o resfriado tem mais de 200 vírus causadores. Ele atinge apenas o sistema respiratório superior, ou seja, não deve chegar aos pulmões, dificilmente causa febre em adultos e tem menor risco de complicações graves.

No geral, leva a inflamações locais, como sinusite, otite e faringite. Por fim, enquanto a gripe pode durar por uma média de dez dias, o resfriado não costuma completar uma semana.

2. Resfriado não vira gripe

[VERDADE]

Por serem doenças diferentes, causadas por vírus distintos, o resfriado realmente não pode virar uma gripe.

Para todos os efeitos, não há correlação entre elas. No entanto, não tratar corretamente o resfriado pode enfraquecer a imunidade e facilitar a invasão de microrganismos oportunistas, como o vírus da Influenza.

Assim, embora o resfriado não possa virar uma gripe, ele pode ser um fator que contribui para reduzir as defesas do corpo e favorecer novas infecções.

3. Gripe favorece a pneumonia

[VERDADE]

Sim, a gripe pode levar a um quadro de pneumonia. De fato, esse é um dos maiores riscos da Influenza. A pneumonia é uma infecção grave que atinge alvéolos pulmonares e os brônquios, com isso pode prejudicar a respiração e reduzir a capacidade de oxigenação do organismo.

Além dos sintomas clássicos da gripe, a pneumonia pode provocar dor no tórax, falta de ar, muco amarelado e purulento, alterações de pressão e confusão mental. A pneumonia pode ser fatal.

4. As pessoas pegam mais gripe no inverno

[VERDADE]

Sim, as pessoas pegam mais gripe no inverno. Os meses entre abril e outubro, durante o outono e inverno, são mais frios e secos, favorecendo a sobrevivência e propagação do vírus. Com a queda da temperatura, temos o hábito de ficar em locais fechados, sem ventilação natural, mais próximos e aglomerados.

Isso facilita a transmissão, que ocorre pelo ar ou tocando superfícies contaminadas com o vírus. É por esse motivo que o outone e inverno são tidos como o período de epidemia sazonal da gripe, devido ao aumento do número de casos.

5. Pessoas podem pegar a gripe suína

[VERDADE]

A gripe suína recebeu esse nome por ter sido detectada em porcos, mas ela também afeta humanos, aves e outros animais. É uma variante da Influenza tipo A, chamada oficialmente de H1N1, com base nas moléculas de proteína que revestem o vírus.

Ela pode causar sintomas similares, por vezes mais intensos do que a gripe comum, porém é impossível assegurar um diagnóstico do tipo apenas observando o quadro. Para isso, é necessário realizar exames clínicos específicos.

6. Vacina da gripe pode causar gripe

[MITO]

Não, a vacina da gripe não pode causar a gripe. Esse mito é causado por desinformação e utilizado para justificar a recusa na imunização, o que é um grande risco para a saúde pública.

A vacina da gripe é feita com versões desativadas do vírus, incapazes de provocar a infecção. O que pode ocorrer é o desenvolvimento de um resfriado ou variante mais resistente da Influenza.

Quanto ao resfriado, isso acontece pois se tratam de patógenos distintos. Já para casos de gripe, isso ocorre pelo alto nível de mutação e múltiplos tipos do vírus. O imunizante é produzido com base nos principais tipos em circulação naquele período.

Mesmo assim, tomar a vacina é essencial, já que pode assegurar ao menos que o quadro de sintomas e risco de complicações sejam amplamente reduzidos.

7. Posso pegar gripe de outra pessoa

[VERDADE]

Sim, a gripe é transmitida principalmente de uma pessoa contaminada para outra. Em geral, se pode pegar a gripe de outra pessoa quando ela fala, expira, tosse ou espirra, o que dispersa gotículas de saliva contendo o vírus no ar ao redor, que pode ser inalado por terceiros.

Caso essa secreção se deposite sobre superfícies, como maçanetas e corrimões, temos o risco de transmissão cruzada. Nesses casos, ao tocar esses objetos e levar as mãos ao rosto pode causar a contaminação.

8. Posso pegar gripe mesmo tendo tomado vacina

[VERDADE]

Sim, conforme apontado no item nº 7. Em geral, isso ocorre por conta dos seguintes motivos:

  • Você já estava com o vírus quando se vacinou, porém ele estava no período de incubação, que costuma levar 48 horas e antecede os primeiros sintomas;
  • Você adquiriu um imunizante e contraiu outro tipo de vírus, nesse caso, possivelmente terá sintomas mais leves do que teria sem a vacina.

Esse último caso é mais frequente quando a vacinação ocorreu a mais de um ano. Todos os anos é desenvolvida uma nova versão da vacina da gripe, voltada para prevenir as principais variantes em circulação.

9. Tomar friagem causa gripe

[MITO]

Não, apenas o vírus da gripe pode causar a doença. Tomar friagem não dá gripe, mas é válido notar que o clima frio está associado a sazonalidade da Influenza, levando as pessoas a ficarem em locais fechados e com aglomeração logo em seguida à exposição, facilitando a propagação do patógeno.

10. Tomar chuva e ficar molhado pode dar gripe

[MITO]

Similar ao caso anterior, é um mito a afirmação que tomar chuva causa gripe. Porém, ao ficar molhado você pode sentir calafrios, ingerir microrganismos e pegar uma virose distinta. Sem falar que após se secar tende a ficar em um local fechado, possivelmente próximo de outras pessoas.

11. Banho frio causa gripe

[MITO]

Continuamos com outro mito. O interessante sobre o banho frio é que a prática pode estar associada ao fortalecimento da imunidade e desenvolvimento de anticorpos. Podemos afirmar categoricamente que banho frio não causa gripe, porque apenas o vírus da Influenza é capaz disso.

12. Ficar no sereno dá gripe

[MITO]

Ficar no sereno dá gripe? Não. Esse é um sinônimo do “tomar friagem”, mencionado anteriormente. É algo passado entre gerações, mas que não possui fundamentos comprovados.

13. Tomar sorvete dá gripe

[MITO]

Também é um mito que tomar sorvete dá gripe, já que ela só é causada pelo vírus citado. Na verdade, alimentos gelados, como o sorvete, podem ajudar a controlar a inflamação na garganta, como se fosse uma compressa fria.

Porém, isso não é efetivo para todos. Algumas pessoas podem sentir incômodo com alimentos frios ou gelados. Além disso, os cristais de gelo podem arranhar a garganta. No geral, tenha cuidado e deixe o sorvete derreter um pouco antes de engolir.

14. Choque térmico causa gripe

[MITO]

O choque térmico não causa gripe, porém ele pode causar um certo desconforto e piora nos sintomas. De certa forma, ele pode dificultar a reação do sistema imunológico e provocar uma certa irritação nas mucosas por conta da mudança súbita de temperatura.

15. Beber água ajuda no combate à gripe

[VERDADE]

Para variar nossos mitos e verdades sobre a gripe, temos aqui um fato. Beber bastante água pode ajudar no combate à doença. Isso mantém as mucosas hidratadas, evita irritação e ressecamento, além de facilitar a sua limpeza e ser utilizado pelo organismo para produção de fluidos.

Por fim, beber água previne o risco de desidratação durante a gripe, que costuma estar associado à febre.

16. Suco de laranja cura gripe

[MITO]

Infelizmente não é tão simples. Embora a laranja seja rica em vitamina C, nutriente com potenciais benefícios para a imunidade, tomar o suco para reforçar a ingestão do ácido ascórbico, como também é chamado, não traz efeitos imediatos.

Além disso, a gripe não tem cura, apenas o sistema imunológico é capaz de combater a infecção diretamente.

17. Tomar canja é bom para gripe

[VERDADE]

Uma canja de galinha e legumes é um bom alimento para gripe. Quente, aconchegante e nutritiva, ela fornece vitaminas e minerais importantes para o organismo se recuperar, estimula a ingestão de líquidos e a temperatura alta ainda pode aliviar a dor.

remédios para gripe que aliviam os sintomas

18. Remédio antigripal ajuda a tratar os sintomas da gripe

[VERDADE]

Remédios antigripais apresentam fórmulas voltadas para tratar os principais sintomas da gripe, como dor, febre e coriza, por isso eles ajudam a aliviar o quadro geral mediante ativos analgésicos, antitérmicos, antialérgicos e anti-inflamatórios.

19. Vitamina C ajuda a prevenir a gripe

[VERDADE]

Embora não possa curar a gripe, a vitamina C pode prevenir a doença ao fortalecer a imunidade do indivíduo, algo que se baseia no seu papel para estimular a produção de glóbulos brancos e ação antioxidante.

20. Pode tomar antibiótico para gripe

[MITO]

Não, antibióticos não são efetivos no combate a vírus. Eles servem apenas para combater bactérias. Seu uso inadequado pode prejudicar a imunidade a longo prazo.

21. Remédios para gripe aliviam os sintomas

[VERDADE]

Sim, o principal papel de remédios para gripe é aliviar os sintomas. Eles contêm ativos analgésicos, antitérmicos e antialérgicos, para tratar respectivamente dores, febre e sintomas alérgicos, como coriza e congestão nasal.

Pronto, agora você já conhece 21 mitos e verdade sobre a gripe. Tem algo mais que você sabe e não encontrou por aqui? Conte para gente! Não deixe de compartilhar o post nas redes sociais e continuar ligado aqui no Portal da Saúde!