Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

O que é bom para a gripe forte? 7 dicas para prevenção e tratamento

29/06/2021 o-que-e-bom-para-gripe-forte

gripe comum é uma doença recorrente, que afeta milhões de pessoas anualmente. É relativamente simples e oferece poucas complicações, à exceção de pessoas dos grupos de risco, como idosos, gestantes, crianças e pacientes com doenças cardíacas ou respiratórias. 

Mesmo assim, para pessoas que estão com o sistema imunológico em baixa, sejam elas dos grupos de risco ou não, a dúvida sobre o que é bom para a gripe forte é muito pertinente. Isso sem mencionar outros tipos de gripe, como a gripe H1N1, que requer cuidados adicionais. 

Gripe forte e gripe H1N1 

Muitas pessoas confundem os sintomas de resfriado e gripe, acreditando que o primeiro seria apenas uma versão mais leve do segundo. Mas não é bem assim, causadas por vírus diferentes, os sintomas também diferem. 

resfriado se caracteriza por dor de garganta, indisposição, coriza e raramente ocorre febre. Basicamente, a pessoa resfriada se sente mal, mas nada que a deixe de cama.  

Em uma gripe, os sintomas são mais fortes. Eles começam repentinamente, atingindo maior intensidade nos primeiros 3 dias desde o início do quadro. Entre os sintomas, temos indisposição, dores de cabeça e nos músculos, congestão nasal, garganta inflamada e, o mais importante, febre alta, acima de 38 ºC

O que vale destacar é que, mesmo que você não fique tão derrubado, o que é sinal de um sistema imune forte, é recomendado repouso para se recuperar da gripe, inclusive para acompanhar o desenvolvimento dos sintomas. 

Em uma gripe mais forte, pode ocorrer febre de até 39 °C. Caso isso ocorra, o uso de medicamentos antitérmicos é indicado, assim como o tomar banhos frios, no cenário em que a febre não cede facilmente

Outra forma de gripe mais forte é a H1N1, causada por um subtipo do vírus da Influenza diferente do responsável pela gripe comum. Entre as principais diferenças entre elas, temos a maior intensidade das dores de cabeça na gripe H1N1, que também apresenta, além dos sintomas comuns: 

  • Calafrios frequentes; 
  • Fortes dores nas articulações; 
  • Diarréia, náusea e vômito; 
  • Falta de ar. 

Lembre-se que o diagnóstico preciso requer acompanhamento dos sintomas e atendimento médico especializado

cura da gripe comum e da H1N1 é realizada pelo sistema imunológico. Quando pensamos no que é bom para a gripe forte, precisamos focar em hábitos que ajudam a prevenir a gripe, que aliviam os sintomas e que fornecem ao corpo os nutrientes necessários para a imunidade agir. Veja a seguir. 

Como combater a gripe forte? 

Uma gripe forte pode nos pegar de surpresa e forçar o repouso. Com duração de até 10 dias e sintomas que diminuem bastante a nossa disposição e produtividade, existem alguns cuidados que podemos tomar para aliviar os sintomas e acelerar a recuperação

Hábitos de prevenção à gripe 

O que é bom para a gripe forte? Idealmente, a resposta seria um sistema imunológico forte e hábitos de prevenção, que evitam a infecção e diminuem a intensidade dos sintomas sentidos. Vamos começar com os principais hábitos de prevenção para combater a gripe

Não se esqueça da vacinação contra a gripe 

Antes de mais nada, precisamos destacar a importância da vacinação todos os anos para a prevenção da gripe. Por ser causada por um vírus com alto potencial de mutação, é difícil produzir anticorpos que evitam definitivamente a gripe. 

imunização mediante vacinação anual é a maneira mais eficiente para combater a gripe. Vale lembrar que pessoas pertencentes aos grupos de risco, como crianças, idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas podem conseguir a vacina da gripe gratuitamente junto ao SUS. 

Dicas de alimentação 

alimentação é uma grande aliada na prevenção da gripe. Recomenda-se uma dieta balanceada e nutritiva, com vitaminas A, E, D e Zinco, entre outras, garantindo tudo que seu corpo precisa para a produção de glóbulos brancos e anticorpos, que formam o sistema de defesa do nosso corpo. 

Pratique atividades físicas 

Exercícios físicos, mesmo que moderados, como caminhada e treino funcional em casa, são ótimos para fortalecer a imunidade e deixar o corpo mais forte e resistente à doenças. Além de estimular a produção de anticorpos, a atividade física diminui o estresse e promove a sensação de bem-estar físico  e mental

Beba água 

O ser humano adulto deve consumir ao menos 2 litros de água todos os dias. Através da hidratação, é possível fortalecer o sistema imune e ainda auxiliar o organismo a se manter livre de impurezas, pois estimula a eliminação de toxinas. 

O que fazer quando está gripado? 

Mesmo com o sistema imunológico forte e hábitos saudáveis, ainda é comum pegar gripe. Nesse caso, como falamos antes, a melhor opção é deixar o organismo cuidar da infecção, enquanto buscamos fornecer os nutrientes necessários para isso e buscamos o alívio dos sintomas. 

Antes de falarmos sobre o que é bom tomar para gripe forte, destacamos hábitos importantes de adotar durante o período em que se está gripado

Repouso e distanciamento 

descanso é essencial para se recuperar rapidamente e tratar corretamente uma gripe forte. Através desse repouso, você evita a sobrecarga no organismo e se mantém em um ambiente estável, facilitando a recuperação e resposta imunológica. 

Além disso, recomenda-se evitar o contato com outras pessoas, na medida do possível. Desse modo é possível evitar o contágio de terceiros. Que pode ocorrer tanto pelo ar quanto por objetos compartilhados. 

Vale lembrar que muitas das recomendações para evitar a transmissão da covid-19, como uso de máscaras em ambientes compartilhados, higienizar as mãos e objetos com álcool gel, e dar preferência a ambientes com ventilação natural, também são válidas para combater a gripe

Alimentação à base de sopas, canjas e caldos 

Com a inflamação das vias respiratórias por conta da gripe, é comum haver a perda do apetite, já que não conseguimos sentir os sabores e engolir o alimento sólido com facilidade. Por isso, é bom para a gripe forte manter uma alimentação mais líquida, com sopas, caldos e canjas

Combine alimentos como folhas verdes escuras, como brócolis e couvefontes de zinco e proteína, como carnes e oleaginosas e legumes ricos em vitaminas, como cenoura e tomate. Ao usar esses ingredientes numa sopa ou caldo, você consome os nutrientes e líquidos que precisa para se recuperar

Quem costuma pegar gripes fortes e ficar com o nariz congestionado, também é recomendado acrescentar alho, cebola ou pimenta na receita. Eles ajudam a limpar as vias aéreas e têm propriedades adicionais que ajudam no alívio dos sintomas. 

O que tomar para gripe forte? 

Quando a dúvida está nos medicamentos que são bons para a gripe, o mais indicado é optar por ativos que atuam como analgésico, antitérmico e antialérgico. O analgésico alivia as dores de cabeça e no corpo, diminuindo o mal-estar causado pela gripe forte. 

antitérmico, por sua vez, ajuda a controlar a febre. A febre é uma resposta natural do corpo, mas quando começamos a suar e a temperatura não baixa, o organismo pode sair prejudicado, daí a importância da medicação. 

Por fim, temos a ação antialérgica. Ela combate a coriza e congestão nasal, além da tosse inflamação na garganta, fatores que trazem muito incômodo e desconforto para quem está gripado. 

Referências consultadas

Meštrović, T. “Tipos de gripe”. News Medical. 23 de agosto de 2018. Disponível em <https://www.news-medical.net/health/Types-of-Influenza-(Portuguese).aspx>. Acesso em fevereiro/2021. 

Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS Brasil. Saiba quais são as semelhanças e diferenças entre COVID-19 e gripe. 25 de março de 2020. Disponível em <https://www.paho.org/pt/news/25-3-2020-similarities-and-differences-covid-19-and-influenza>. Acesso em fevereiro/2021. 

Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS Brasil. Apresentação sobre a Nova Influenza A/H1N1. 24 de julho de 2009. Disponível em <https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_docman&view=document&layout=default&alias=81-apresentacao-sobre-a-nova-influenza-a-h1n1-1&category_slug=influenza-a-h1n1-081&Itemid=965>. Acesso em fevereiro/2021. 

Blog da Saúde – Ministério da Saúde. “Saiba como se prevenir da gripe”. 14 de março de 2019. Disponível em <http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/53801-saiba-como-se-prevenir-da-gripe>. Acesso em fevereiro/2021. 

World Health Organization. Influenza (Seasonal). 6 de novembro de 2018. Disponível em: <https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/influenza-(seasonal)>. Acesso em dezembro/2020. 

Meštrović, T. Influenza Treatments News Medical. 17 de março 2021. Disponível em <https://www.news-medical.net/health/Influenza-Treatments.aspx>. Acesso em junho/2021. 

Ministério da Saúde. Protocolo de Tratamento de Influenza. 2017. Disponível em <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/protocolo_tratamento_influenza_2017.pdf>. Acesso em junho/2021. 

Bula do produto Benegrip. 

Chegou Benegrip Imuno!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip Imuno Complex e Benegrip Imuno Energy. Em fundo verde, com o texto escrito

Mais nova linha de Benegrip, agora de suplementos de vitaminas e minerais escolhidos para fortalecer* seu sistema imunológico e reforçar** sua energia.

Benegrip Imuno Complex: O primeiro em cápsulas gelatinosas***, possui uma fórmula exclusiva*** que irá auxiliar na prevenção* e fortalecer* o seu sistema imunológico. Saiba mais!

Benegrip Imuno Energy: Comprimidos efervescentes com um complexo exclusivo*** de vitaminas e minerais escolhidos que irão contribuir com sua energia** e auxiliar no sistema imune. Saiba mais!

Benegrip Imuno Complex e Benegrip Imuno Energy são alimentos isentos de registro de acordo com a RDC 27/2010. *Referente ao Benegrip Imuno Complex que contém vitamina D, C, A e Zinco que auxiliam no funcionamento do sistema imune. **Referente ao Benegrip Imuno Energy que contém vitamina C e Zinco que auxiliam no metabolismo energético, e de proteínas, carboidratos e gorduras, respectivamente. ***IQVIA. PMB. Agosto, 2021. Mapeamento do mercado de vitaminas.