Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Como manter minha imunidade alta? 8 hábitos importantes

15/10/2021 como manter a imunidade alta

Quer saber como manter a imunidade alta em tempos de Covid-19 e gripe sazonal? Então, confira nosso guia prático com dicas para inserir na sua rotina e cuidar melhor da sua saúde em longo prazo! 

Sempre que falamos sobre o sistema imunológico, ressaltamos a importância de fixar hábitos saudáveis em nossa rotina em vez de pensar em soluções milagrosas. Nosso organismo precisa de um abastecimento constante de nutrientes e substâncias benéficas para se manter forte. 

Por esse motivo, se a ideia é cuidar da sua imunidade, é essencial entender como ela funciona, conhecer os tipos de imunidade e conferir os hábitos que demandam aplicação recorrente. É sobre isso que iremos falar, então aproveite a leitura! 

Quais sãos os tipos de imunidade? 

Primeiro, vamos relembrar que o sistema imune é um complexo conjunto de órgãos e células que atuam na detecção, assimilação e combate a agentes invasores em nosso corpo, tais como vírus e bactérias. 

Esse conjunto identifica o tipo de invasor e, por meio dos anticorpos, promove uma resposta adequada que pretende inutilizar os efeitos que ele terá nos tecidos celulares afetados.  

Por exemplo, o vírus da Influenza requer uma combinação específica de proteínas para impedir que ele se reproduza no sistema respiratório.  

Para saber qual é essa combinação, precisamos ter “conhecimento” sobre ela, que ocorre com a vacinação ou por meio da exposição ao vírus, o que pode ocorrer quando ficamos doentes.  

Quando estamos com a imunidade alta e o corpo saudável, temos mais chances de combater o vírus da maneira certa, gerando uma recuperação mais rápida e suavizando os sintomas. 

De modo geral, a imunidade pode ser inata ou adquirida. Imunidade adquirida é essa que ocorre quando nos vacinamos ou temos contato com um vírus ou bactéria, ativando uma resposta e memorização das células necessárias para seu combate. 

Inata é aquela que combate os efeitos prejudiciais de organismos invasores com rapidez, como um sistema básico e rápido para proteger o organismo. Ela está presente no organismo desde o nascimento. 

Com isso, quando pensamos em como manter a imunidade alta, precisamos entender que os benefícios variam de evitar uma doença por completo, evitar a reincidência e diminuir a intensidade e gravidade do quadro em situações gerais. 

Como manter a imunidade alta? 

Devemos manter as reservas de nutrientes bem abastecidas, evitando que o corpo se desgaste para obter os recursos necessários para combater infecções diversas, desde um simples resfriado até a própria Covid-19. 

Situações como essas exigem muito do nosso corpo. Portanto, é essencial evitar mais estresse para manutenção de funções vitais básicas, o que aumentaria o risco de complicações ou o surgimento de novas doenças. 

Veja então como manter a imunidade alta com oito hábitos de grande importância para uma vida saudável. 

8 hábitos para fortalecer a imunidade 

1. Ingestão de vitaminas e minerais essenciais 

Você sabe o que comer para manter a imunidade alta? Em geral, uma alimentação nutritiva e balanceada é a forma ideal para adquirir os recursos necessários para proteger a sua saúde de dentro para fora. 

Isso significa que é importante incluir na alimentação os seguintes nutrientes: 

Nutriente Onde encontrar Benefícios 
Vitamina C Frutas cítricas, como laranja, limão e acerola, além de vegetais como rúcula, espinafre e brócolis. Ação antioxidante, regula o metabolismo, auxilia na absorção de ferro e também na cicatrização. 
Ácido fólico (B9) Couve, brócolis, espinafre e outros vegetais com folhas verde escuro. Estimula a formação de glóbulos brancos, as células de defesa do nosso corpo. 
Vitamina E Avelãs, amêndoas, nozes e sementes de girassol. Combate o envelhecimento precoce e a ação dos radicais livres. 
Vitamina D Ovos, cogumelos secos e óleo de fígado de bacalhau. Também pode ser obtida por meio de banhos de sol. Promove tecidos ósseos e musculares mais fortes, além de auxiliar na produção de linfócitos. 
Vitamina A Vegetais como cenoura, manga e batata-doce, além de peixe, fígado bovino, leite e ovos. Possui ação antioxidante, melhora a regeneração celular e forma diversos tecidos no organismo. 
Zinco Carnes vermelhas, ostras, semente de girassol, feijão, lentilha e leguminosas em geral. Apresenta ação antioxidante e anti-inflamatória, auxilia na cicatrização e formação das células de defesa do organismo. 
Selênio Água mineral, castanhas, gema de ovo e trigo. Ação antioxidante e auxílio no controle de inflamações diversas. 

O uso de multivitamínicos também pode ser indicado, caso o paciente tenha dificuldades de obter as quantidades diárias de nutrientes por meio da alimentação. Para saber o recomendado, consulte o seu médico.  

2. Prática de atividades físicas 

Exercícios estimulam a atividade metabólica e contribuem para a produção de anticorpos, além de promover sensação de alegria e bem-estar com a liberação de endorfina no sistema nervoso, mesmo após práticas leves e por períodos curtos, como caminhadas de 30 minutos. 

3. Rotina de sono 

Dormir bem ajuda o sistema imunológico a sintetizar as proteínas essenciais para sua atividade se manter eficaz. Além disso, o sono de ao menos oito horas também auxilia na sensação de bem-estar e no controle do estresse. 

Para relaxar de verdade todas as noites, evite telas e estimulantes pelo menos uma hora antes de ir para a cama. 

4. Combate ao estresse 

Foi comprovado que o estresse constante pode enfraquecer o sistema imune e nos deixar mais suscetíveis a infecções diversas. Trabalhe para ajustar sua rotina e torná-la mais relaxante e saudável sempre que possível. 

5. Cuidado com a saúde física e mental 

saúde física e mental

Da mesma forma que é importante fazer exames de rotina para assegurar a saúde do corpo, cuidar do bem-estar psicológico também é muito relevante. Práticas relaxantes como meditação e yoga, além de sessões terapêuticas podem promover um ganho significativo para a sua saúde mental. 

6. Hidratação 

A água é essencial para a manutenção das funções vitais do organismo, incluindo para nossas células de defesa. Por isso, beber ao menos dois litros de água por dia é recomendado para quem deseja manter a imunidade alta. 

Outros líquidos, como sucos naturais e chás, são alternativas válidas para atingir essa meta diária com mais facilidade. 

7. Tratamento adequado para alergias e infecções 

Resfriados, gripes e alergias em geral são doenças de baixo risco, mas que têm um custo para o nosso sistema imune, mesmo quando estamos plenamente saudáveis, o que não é motivo para negligenciar esses quadros. 

Nessas situações, faça repouso, eleve a quantidade de líquidos e reforce a busca por uma dieta saudável para manter a imunidade alta e se proteger. 

8. Prevenção e vacina andam juntas 

Medidas de higiene que evitam a exposição do sistema imune a riscos também são formas fundamentais de prevenção. Nesse cenário, o uso de máscaras para evitar a inalação de contaminantes e a higienização das mãos com álcool-gel são ótimas ideias. 

Junto disso, manter a carteira de vacinação em dia é uma excelente maneira de garantir a sua imunidade sem precisar se expor. 

Como saber se minha imunidade está alta ou baixa? 

Quando estamos com a imunidade baixa, o corpo costuma dar sinais, principalmente com uma frequência incomum de inflamações e infecções diversas, como otites, laringites, resfriados e outras viroses.  

Também podem ocorrer anemia e outros quadros delicados. No geral, a maneira mais assertiva de saber se a imunidade está alta ou baixa é por meio de exames de sangue, que avaliam a quantidade de hemácias e leucócitos. 

Referências Consultadas

Portal do Governo de SP [Internet]. Veja como manter a imunidade alta nas baixas temperaturas. Disponível em <https://www.saopaulo.sp.gov.br/ultimas-noticias/saude/veja-como-manter-a-imunidade-alta-nas-baixas-temperaturas/>. Acesso em outubro/2021.

InformedHealth.org [Internet]. Cologne, Germany: Institute for Quality and Efficiency in Health Care (IQWiG); 2006-. How does the immune system work? [Atualizado em 23 de abril de 2020]. Disponível em <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK279364/>. Acesso em outubro/2021.

American Psychological Association [Internet]. Stress Weakens the Immune System. Disponível em <https://www.apa.org/research/action/immune>. Acesso em outubro/2021.

Alkhatib A. Antiviral Functional Foods and Exercise Lifestyle Prevention of Coronavirus. Nutrients. 2020 Aug 28;12(9):2633.

Macedo A, Faria AOV, Ghezzi P. Boosting the Immune System, From Science to Myth: Analysis the Infosphere with Google. Frontiers in medicine. 2019; 6: 165.

Harvard Health Publishing [Internet]. How to boost your immune system. 15 de fevereiro de 2021. Disponível em <https://www.health.harvard.edu/staying-healthy/how-to-boost-your-immune-system>. Acesso em outubro/2021.

IQVIA-PMB Mar/21

Chegou Benegrip Imuno!

Imagem ilustrativa com embalagens dos produtos Benegrip Imuno Complex e Benegrip Imuno Energy. Em fundo verde, com o texto escrito

Mais nova linha de Benegrip, agora de suplementos de vitaminas e minerais escolhidos para fortalecer* seu sistema imunológico e reforçar** sua energia.

Benegrip Imuno Complex: O primeiro em cápsulas gelatinosas***, possui uma fórmula exclusiva*** que irá auxiliar na prevenção* e fortalecer* o seu sistema imunológico. Saiba mais!

Benegrip Imuno Energy: Comprimidos efervescentes com um complexo exclusivo*** de vitaminas e minerais escolhidos que irão contribuir com sua energia** e auxiliar no sistema imune. Saiba mais!

Benegrip Imuno Complex e Benegrip Imuno Energy são alimentos isentos de registro de acordo com a RDC 27/2010. *Referente ao Benegrip Imuno Complex que contém vitamina D, C, A e Zinco que auxiliam no funcionamento do sistema imune. **Referente ao Benegrip Imuno Energy que contém vitamina C e Zinco que auxiliam no metabolismo energético, e de proteínas, carboidratos e gorduras, respectivamente. ***IQVIA. PMB. Agosto, 2021. Mapeamento do mercado de vitaminas.