Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Como aumentar a imunidade da minha filha? 7 ideias para colocar em prática!

31/12/2021 como-aumentar-a-imunidade-da-minha-filha-benegrip

A saúde das crianças costuma ser mais frágil que a dos adultos, sendo mais comum a ocorrência de viroses e infecções durante essa fase da vida. Mesmo que em muitos casos sejam quadros de baixo risco, não é nada fácil para os pais ver os pequenos sofrendo. 

Por conta disso, é comum surgirem questões do tipo “como aumentar a imunidade da minha filha?” ou então “como saber se meu filho tem imunidade baixa?”.  

Tudo isso gira em torno da preocupação em garantir a proteção e o desenvolvimento saudável das crianças, o que fica ainda mais frequente por conta da pandemia da Covid-19 e o retorno das aulas presenciais em algumas regiões do país. 

A boa notícia é que se você está quer saber como aumentar a imunidade da sua filha ou do seu filho, há dicas acessíveis das quais pode lançar mão. Para provar, reunimos sete ideias práticas e muito eficientes para estimular o fortalecimento dos sistemas de defesa do organismo das crianças. Continue lendo! 

Como funciona a imunidade infantil? 

A imunidade é composta por células, tecidos e órgãos que atuam na identificação e combate de agentes estranhos que entram em contato com o nosso corpo, como vírus, bactérias e outros microrganismos. 

Ela pode ser inata, composta pelos anticorpos presentes no corpo desde a gestação e por aqueles desenvolvidos naturalmente ao longo da vida, mediante a exposição a microrganismos diversos. 

Também pode ser adquirida, que é a imunidade obtida por meio da vacinação.  

Em relação à imunidade infantil, é importante destacar que esses mecanismos de defesa ainda não estão totalmente desenvolvidos, da mesma forma que o corpo das crianças ainda precisa passar pelo período de amadurecimento e crescimento. 

Os anticorpos presentes no corpo do bebê ao nascer são fornecidos pela mãe, inclusive durante a gestação, por meio da placenta. Isso continua nos primeiros anos de vida com o aleitamento materno, essencial para o desenvolvimento saudável das crianças. 

Ainda assim, crianças não contam com todas as defesas necessárias para combater até mesmo os patógenos mais simples, por isso elas ficam doentes com mais frequência e tendem a ter sintomas mais intensos. 

Como saber se meu filho tem imunidade baixa? 

É comum que crianças em idade pré-escolar apresentem infecções virais em uma frequência alta, cerca de 12 vezes por ano.  

Isso não significa que é um problema de imunidade, pois é uma ocorrência comum quando as defesas do organismo ainda estão em desenvolvimento e elas são expostas a agentes diversos, algo que é normal durante o contato com outras crianças na escola. 

Casos de baixa imunidade existem, mas eles são raros e complexos, com o diagnóstico feito exclusivamente pelo médico pediatra. 

7 maneiras de como aumentar a imunidade da sua filha ou filho 

“Mas então, como aumentar a imunidade da minha filha?” 

A resposta está nos hábitos que você estimula a criança a adotar durante o seu desenvolvimento. Ao ensinar desde a infância sobre a importância de uma boa alimentação, uma boa rotina de sono e hábitos de higiene adequados, é possível fortalecer o sistema imune infantil e prevenir doenças. 

Que fique claro, elas ainda podem acontecer, pois é normal. No entanto, a intensidade é atenuada e a capacidade de recuperação pode ser melhorada com esses cuidados simples. Confira: 

1. Estimule hábitos básicos de higiene 

Lavar as mãos antes de comer, após ir ao banheiro e após tossir ou espirrar, esses são cuidados de higiene muito simples e que fazem uma grande diferença no fortalecimento da imunidade e na redução da exposição aos principais causadores de viroses e infecções respiratórias. 

Isso porque as nossas mucosas, tecido que reveste a parte interna das narinas, boca e olhos, são a principal porta de entrada desses agentes. Ao higienizar as mãos, a criança está se livrando dos microrganismos antes que eles entrem em contato com o seu corpo. 

2. Coloque a vacinação em dia 

Sempre é importante citar o papel da vacinação para aumentar a imunidade da sua filha ou filho. Doenças como a varíola e a poliomielite já foram erradicadas no Brasil por conta das campanhas de vacinação. 

Manter a carteira de vacinas em dia é um dos cuidados mais importantes que os pais podem ter com a imunidade dos filhos. 

3. Incentive uma dieta saudável e variada 

A introdução alimentar deve ser feita a partir do primeiro ano de vida do bebê e acompanhar a amamentação pelo tempo que for possível. Esse é o primeiro passo para estimular uma dieta balanceada e saudável desde a infância. 

Comidas de verdade, naturais e com uma grande variedade de nutrientes são formas de estimular o desenvolvimento saudável, inclusive para aumentar a imunidade dos seus filhos. 

Ao mesmo tempo, é recomendado evitar o consumo de açúcar e alimentos industrializados, que fornecem um valor nutritivo abaixo do que pode ser adquirido por uma alimentação rica em carnes, vegetais e cereais. 

4. Faça ela gastar energia 

Crianças costumam ser cheias de energia e fazê-las gastar essa carga toda é uma ótima forma de prevenir doenças. Exercícios físicos são muito eficientes para aumentar a imunidade em todas as fases da vida. 

Para as crianças, isso pode ser uma brincadeira ao ar livre ou outra que faça ela se movimentar por pelo menos uma hora. Não é o caso de transformar seu filho num atleta, mas uma infância mais ativa tem seus benefícios para a saúde. 

5. Estimule uma rotina de sono saudável 

Tão importante quanto brincar e ter uma infância ativa é criar desde cedo uma rotina de sono saudável. Isso significa estabelecer um horário, evitar televisão, smartphone e video games antes de ir para a cama e estimular algum tipo de relaxamento. 

Dormir é essencial para aumentar a imunidade em crianças e adultos. Para os pequenos, o período de sono indicado pode variar de 10 a 16 horas por dia, quanto mais jovens, mais eles precisam dormir. 

6. Cuide também do emocional das crianças 

Crianças também estão sujeitas a situações estressantes e que geram ansiedade, ambos fatores que podem ser associados a uma maior probabilidade de adoecer.  

Cuide da saúde emocional dos pequenos, passando tempo com eles, incentivando o diálogo e explicando o que acontece ao seu redor. A pandemia é um fator que causa essa preocupação nas crianças, então ofereça apoio a elas e, se achar necessário, fale com seu pediatra sobre o assunto. 

7. Antibióticos só com prescrição médica 

Crianças tendem a ficar mais doentes, o que leva muitos pais a medicarem os pequenos com antibióticos. Porém, essa não é uma prática recomendada em muitos casos. Tais medicamentos eliminam tanto microrganismos nocivos quanto alguns úteis para a saúde infantil. 

Além disso, eles podem não ser necessários ou pouco efetivos para tratar uma virose simples ou casos de gripe infantil. A melhor recomendação é seguir o tratamento proposto pelo pediatra que acompanha a criança. 

Viu só como é simples aumentar a imunidade da sua filha? Lembre-se de manter a calma e exercitar sua paciência quando as crianças estão doentes, além de incluir esses cuidados na sua rotina, é claro. 

Até a próxima! 

Referências Consultadas

Hayward AR. The human fetus and newborn: development of the immune response. Birth Defects Orig Artic Ser. 1983;19(3):289-94. PMID: 6606446.

Simon AK, Hollander GA, McMichael A. Evolution of the immune system in humans from infancy to old age. Proc Biol Sci. 2015 Dec 22;282(1821):20143085. doi: 10.1098/rspb.2014.3085. PMID: 26702035; PMCID: PMC4707740.

Nature [Internet]. How kids’ immune systems can evade COVID. 10 de dezembro de 2020. Disponível em: <https://www.nature.com/articles/d41586-020-03496-7>. Acesso em outubro/2021.

Harvard Health Publishing [Internet]. Boosting your child’s immune system. 12 de outubro de 2021. Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/blog/boosting-your-childs-immune-system-202110122614> . Acesso em outubro/2021.

As crianças estão gripadas? Tem Benegrip Multi!

Imagem ilustrativa com a embalagem do produto Benegrip Multi. Em fundo verde limão, com o texto escrito

Benegrip Multi é um antigripal líquido desenvolvido especialmente para as crianças a partir de 2 anos!
Em sabor frutas vermelhas, sua formulação combina a ação de três ativos que ajudam a combater os principais sintomas de gripes e resfriados que atingem as crianças.

Paracetamol: alívio das dores e febre
Fenilefrina: descongestionante nasal
Carbinoxamina: antialérgico que ajuda a aliviar a coriza

Benegrip Multi: pode ser usado em crianças a partir de 2 anos*. Clique aqui e saiba mais!
*Medicamento não deve ser utilizado no tratamento de bebês até 2 anos de idade, somente para crianças acima dessa idade.