Remédio para resfriado

O remédio para resfriado é um grande aliado na hora de aliviar os sintomas clássicos da doença, como dor de cabeça, inflamação da garganta e coriza. Na prática, o medicamento possui ativos que ajudam o corpo a controlar a infecção, diminuindo o desconforto do paciente.

Pegar um resfriado é uma sensação horrível, mesmo que os sintomas sejam leves, o mal-estar no corpo é o bastante para nos tirar do sério e atrapalhar a rotina. Para aliviar o quadro, as pessoas sempre recorrem ao tratamento medicamentoso.

Nessa hora, sempre surgem dúvidas sobre qual o melhor remédio para resfriado, como ele age no organismo e o que fazer para que a infecção passe mais rápido. Essas são as dúvidas que vamos esclarecer no post.

Antes de falar como esses medicamentos realmente funcionam, é importante lembrar o que é o resfriado, quais sintomas ele provoca, quanto tempo dura e outras informações relevantes, tanto para o tratamento quanto para a prevenção da condição.

Aproveite a leitura!

O que é o resfriado?

O resfriado comum é uma das doenças mais frequentes em humanos. Pode ser definido como uma infecção viral do sistema respiratório, que causa inflamações nas mucosas e sintomas similares a alergias e à gripe, entre outras.

Ao contrário da gripe, que é causada por um tipo específico de vírus, o Influenza, o resfriado pode ser resultado da infecção por uma grande variedade deles. Estima-se que pelo menos 200 vírus diferentes sejam capazes de provocar essa doença.

Então, como se pega resfriado?

Na maioria dos casos, a contaminação acontece pela inalação de pequenas partículas de saliva ou secreção que ficam dispersas no ar e que contém o vírus. E, ao contrário do que muitos imaginam, tomar friagem não é uma das causas dessa infecção.

Quais são os sintomas do resfriado?

Na maioria das vezes, o quadro apresentado tem uma intensidade moderada, causando desconforto, mas sem derrubar completamente a pessoa. Desse modo, os sintomas do resfriado comum frequentemente são:

  • dor de cabeça;
  • dor de garganta;
  • coriza (nariz escorrendo);
  • congestão nasal (nariz entupido);
  • mal estar;
  • sensação de cansaço;
  • tosse.

A febre não está entre os principais sintomas do resfriado, mas pode ocorrer. Normalmente, ela fica abaixo dos 38 ºC.

Quanto tempo dura o resfriado?

De um a três dias do contato com o vírus, começam a surgir os primeiros sintomas do resfriado, com o pico dos sintomas durando aproximadamente entre 48 e 72 horas. Após esse período, a tendência é apresentar uma melhora gradual.

No total, a duração do resfriado costuma ficar entre quatro e sete dias em média, mas pode ser que alguns sintomas demorem mais para passar. É comum ter uma tosse intermitente, que vai e vem, por alguns dias depois de melhorar do resfriado.

Certas complicações podem fazer o resfriado demorar mais pra passar, como é o caso de crises asmáticas, otites e sinusites. Muitas vezes, outros microrganismos podem aproveitar que a imunidade está baixa para atacar a saúde, porém os quadros não costumam ser graves.

Qual a diferença entre gripe, alergia e resfriado?

Apesar de provocarem problemas muito parecidos, é possível diferenciar gripes e alergias do resfriado, principalmente por terem causas diferentes.

Na prática, a diferença entre a gripe e o resfriado é que a primeira, causada pelo vírus da Influenza, tende a ser uma infecção mais intensa, que afeta todo o sistema respiratório. Ao contrário do resfriado, a gripe pode provocar sintomas mais fortes, causa febre alta, acima de 38ºC e demora mais para passar.

Além disso, as complicações da gripe são mais graves e preocupantes. Enquanto o resfriado pode seguir de inflamações leves, como uma otite ou sinusite, a gripe pode levar à pneumonia, uma infecção grave que atinge os pulmões e que pode ser fatal.

Já a diferença entre alergias e resfriados é um pouco mais simples. Por um lado, o resfriado é uma infecção causada por certos tipos de vírus, do outro, a reação alérgica é causada pelo contato com substâncias ou agentes irritantes, que provocam uma reação exagerada do organismo.

Normalmente, a alergia acontece de maneira repentina e tende a passar assim que a pessoa é medicada, enquanto o quadro do resfriado persiste por alguns dias.

Agora, você pode estar se perguntando: “como saber se estou resfriado, gripado ou com alergia?”. A resposta é muito simples: consulte seu médico. Só ele poderá te dar um diagnóstico!

Remédios para resfriado: como eles funcionam?

Por ser uma doença autolimitada, ela costuma passar depois de alguns dias do início dos sintomas. Mesmo assim, é bem desconfortável sentir o mal-estar no corpo. Por isso, é importante saber como tratar o resfriado e entender como os medicamentos agem no controle da doença.

Em geral, os ativos dos remédios para resfriado servem para aliviar os sintomas e ajudar o corpo a combater a infecção, promovendo a recuperação da saúde em pouco tempo.

Existem muitos medicamentos para resfriado que não precisam de prescrição médica. Contudo, é recomendado seguir recomendações do profissional de saúde para seguir um tratamento mais seguro. Isso também pode ser feito ao ler atentamente a bula do remédio.

Não há como apontar qual o melhor remédio para resfriado, uma vez que cada ativo ajuda a aliviar sintomas específicos. De qualquer forma, as principais opções são as seguintes:

1. Analgésicos

De início, temos o caso dos medicamentos analgésicos, que servem para aliviar a sensação de dor causada pelos processos inflamatórios que surgem durante o resfriado. Na maioria dos casos, eles agem bloqueando os impulsos nervosos que provocam esse incômodo.

2. Antitérmicos

Para tratar a febre, temos os antitérmicos. Eles ajudam o organismo a regular a temperatura corporal, para que ela volte ao normal. Muitas vezes, remédios com ação analgésica também tem efeito antitérmico.

3. Antialérgicos

Sintomas como a coriza e a tosse são comuns em caso de alergia, assim como no resfriado e na gripe. Para tratar esse incômodo, temos os remédios com ação antialérgica, também chamados de anti-histamínicos.

Eles ajudam a aliviar os espirros e a irritação nas mucosas, abrindo as vias nasais para facilitar a passagem de ar.

4. Supressores da tosse

Existem medicamentos específicos para aliviar o incômodo na garganta e ajudar a controlar a tosse, que diminuem a irritação e evitam os gatilhos que provocam esse mecanismo do organismo.

5. Descongestionantes spray

Para tratar a congestão nasal, existem descongestionantes em spray, que podem ser aplicados diretamente nas narinas. Eles agem basicamente ao abrir as vias respiratórias e facilitar a respiração.

6. Descongestionantes via oral

Junto dos sprays nasais, também temos comprimidos com ação descongestionante, que servem para secar o corrimento nasal e combater a coriza.

7. Expectorantes

Medicamentos expectorantes servem para deixar o muco menos espesso e mais solto, facilitando sua eliminação pelo corpo.

8. Antigripais

Medicamentos antigripais são desenvolvidos para tratar os principais sintomas de gripes e resfriados. Normalmente, eles combinam ativos com ação analgésica, antitérmica e antialérgica, para combater as principais causas do mal-estar causado por essas infecções.

Cuidados ao tomar remédio para resfriado

Como mencionado, muitos remédios para resfriado são vendidos sem prescrição médica, servindo para aliviar os sintomas e diminuir o desconforto durante a doença. No entanto, isso não significa que eles podem ser tomados sem qualquer tipo de controle.

Pensando nisso, listamos alguns cuidados que devem ser praticados ao tomar medicamentos para resfriado. Confira:

Leia a bula

Antes de tomar qualquer remédio, é muito importante ler a bula para entender como o medicamento funciona, para quais casos ele é indicado e quais as condições ideais de uso. Esse cuidado ajuda a evitar diversos problemas durante o tratamento.

Confira as contraindicações e interações medicamentosas

Um ponto muito importante de ser observado são as contraindicações dos remédios para resfriado. Não é porque alguém que conhece tomou o medicamento sem problemas que você está automaticamente liberado para usá-lo.

Pacientes com comorbidades, que fazem tratamentos contínuos, gestantes, lactantes e crianças pequenas são alguns dos perfis que precisam ficar atentos às contraindicações citadas na bula.

Também é essencial verificar a interação medicamentosa. Tomar um remédio para resfriado pode ter efeitos indesejados e até prejudicar outros tratamentos.

Siga a dosagem recomendada

Respeite sempre a dosagem indicada e dê intervalos adequados entre elas. A superdosagem pode causar efeitos adversos, desde problemas simples, como irritação de estômago, até a problemas mais graves, como tontura, palpitação e outros

Fique atento à idade mínima recomendada

O organismo infantil ainda está em desenvolvimento e é mais frágil que o dos adultos. Certos remédios podem causar efeitos adversos graves nas crianças ou até prejudicar o crescimento e a saúde ao longo da vida.

Evite o uso prolongado

Remédios para resfriados e gripes são recomendados para o período de manifestação da doença, sendo importante evitar o uso prolongado para não prejudicar a saúde ou mesmo fazer com que eles percam sua eficiência.

Conheça as principais condições adversas

A maioria dos medicamentos pode causar efeitos adversos, mesmo que sejam leves. No geral, é importante ler a bula e ficar por dentro dessas condições para que o tratamento siga com tranquilidade e segurança.

Como tratar resfriado além do remédio?

Não é só o remédio que é bom para o resfriado, o tratamento ideal também inclui uma série de cuidados caseiros para cuidar do corpo e acelerar a recuperação. Confira as principais recomendações:

Repouso

Mesmo que os sintomas sejam leves, é interessante fazer repouso para tratar o resfriado. Esse cuidado é importante para não sobrecarregar a saúde e acabar sem energia. Além disso, é uma medida que ajuda a evitar que outras pessoas fiquem resfriadas.

Hidratação

Beber bastante líquido ajuda a prevenir a desidratação, ajuda o corpo a se recuperar e mantém as mucosas úmidas e limpas. Também é possível usar umidificadores de ambiente e nebulizadores para aliviar a irritação e auxiliar o organismo a se livrar do catarro.

Alimentação

Por fim, é interessante cuidar da alimentação quando estiver resfriado. Embora não seja possível afirmar que um tipo de chá ou sopa ajuda a curar a doença, eles podem aliviar o incômodo, ajudar o corpo a combater a infecção e garantir a ingestão de nutrientes essenciais para o seu bem-estar.

Além disso, ingredientes como o gengibre, mel, própolis e até o alho possuem ação anti-inflamatória, que servem para diminuir o desconforto e controlar o mal-estar do resfriado. Também é indicado preferir alimentos e bebidas quentes, que são mais fáceis de engolir.

Como prevenir o resfriado?

Você sabe como se pega o resfriado? Na maioria das vezes, ele é provocado pelo contato com a secreção contaminada com um vírus. Isso pode acontecer quando existem gotículas de saliva flutuando no ar, fazendo com que elas sejam inaladas com a respiração.

Também é possível pegar o resfriado quando tocamos o contato de maneira indireta. Por exemplo, uma pessoa resfriada tosse ou assoa o nariz, fazendo com que a secreção fique em sua mão ou em objetos ao redor, assim, ao tocar nesses itens e levar as mãos ao rosto, é possível pegar o vírus.

Para prevenir o resfriado, é importante tomar os seguintes cuidados:

  • Lave as mãos frequentemente, usando água e sabão;
  • Quando não puder fazer a limpeza, use álcool em gel para matar microrganismos que possam estar nas mãos.
  • Evite compartilhar objetos com pessoas resfriadas, principalmente copos talheres;
  • Higienize as mãos sempre que tocar em maçanetas, interruptores e outras superfícies que possam estar contaminadas, especialmente em locais públicos;
  • No caso das crianças, mantenha os objetos e brinquedos sempre limpos.

Pronto, agora você sabe tudo sobre os remédios para resfriado e que o tratamento dessa doença vai muito além dos medicamentos. Cuide bem da sua saúde e siga as dicas de prevenção, hábitos simples de higiene são os seus maiores aliados.

Esperamos que tenha gostado do conteúdo. Para mais dicas de saúde, bem-estar e tratamento, confira outras postagens no blog Portal da Saúde.

Imagem ilustrativa com embalagens de todos os produtos Benegrip

Encontre o Benegrip ideal para você

Imagem da embalagem de Benegrip.

Benegrip®

O poder dos dois comprimidos
Benegrip® combate de maneira eficaz os sintomas de gripes e resfriados.1

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip® Multi Dia.

Benegrip® Multi Dia

Combate os sintomas de gripes e resfriados, com um potente* efeito analgésico e descongestionante, sem dar sono4.

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip® Multi Noite.

Benegrip® Multi Noite

Combate os sintomas de gripes e resfriados com um potente* efeito analgésico, descongestionante e antialérgico, para ajudar a dormir melhor5.

Encontre aqui Saiba mais

Suplemento Alimentar

Embalagem do Benegrip® Imuno Energy

Benegrip® Imuno

Cuida da sua imunidade e energia para te ajudar na recuperação da gripe.

Encontre aqui Saiba mais