Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Resfriado em crianças: principais sintomas + tratamento + prevenção

04/03/2022 resfriado em crianças

A saúde dos filhos é uma preocupação constante dos pais, que buscam proteger os pequenos de todos os males que puderem. Ainda assim, é inevitável que eles fiquem doentes, considerando que o seu sistema imunológico não se desenvolveu por completo. 

O resfriado em crianças é uma doença de menor gravidade, porém, o organismo ainda imaturo dos pequenos tende a sofrer com sintomas mais intensos do que veríamos em indivíduos adultos, bem como apresenta uma maior probabilidade de complicações quando não cuidado adequadamente. 

Pensando nisso, vamos falar hoje sobre como cuidar de criança resfriada, passando pelos sintomas, principais fatores que devem ser observados ao longo do quadro, como tratá-lo de maneira segura e também traremos dicas de prevenção que podem evitar esse tipo de infecção respiratória. 

Vamos lá? Aproveite a leitura! 

O que é o resfriado comum? 

Antes de mais nada, o resfriado em crianças é uma infecção respiratória que atinge as vias aéreas superiores, ou seja, do nariz até a garganta. De modo geral, é uma doença muito comum, com crianças em idade pré-escolar tendo uma média de oito eventos desse tipo anualmente. 

Pode ser causado por uma grande variedade de patógenos, incluindo vírus e bactérias, o que faz sua prevenção ser mais difícil. Entre esses, podemos citar o rinovírus e o parainfluenza como alguns dos mais comuns. 

Quando os patógenos se instalam e começam a prejudicar a saúde das células, o organismo reage com o processo inflamatório, que provoca vermelhidão, inchaço e irritação.  

Isso ocorre por conta da dilatação dos vasos sanguíneos, para facilitar o transporte dos linfócitos e outros mecanismos de defesa do corpo para a região afetada.  

O resfriado é uma doença autolimitada, ou seja, ela costuma acabar depois de uma média de cinco dias, sem grandes complicações quando tratado adequadamente. 

Sintomas do resfriado em crianças 

Os sintomas do resfriado em crianças são ligeiramente diferentes do quadro que afeta os adultos. O principal fator é a febre, que é algo muito raro em indivíduos plenamente desenvolvidos, mas tende a ser comum entre os pequenos. 

A partir daí, temos a ocorrência da inflamação na mucosa que reveste as narinas e a garganta, provocando tosse, congestão nasal, coriza e acúmulo de muco.  

As vias respiratórias de uma criança são mais estreitas do que as de um adulto, o que também afeta a intensidade dos sintomas, já que elas são mais suscetíveis à qualquer tipo de obstrução. Com a presença do muco, a tosse e congestão nasal podem trazer grande incômodo, especialmente a noite. 

Vale citar que esse desconforto pode atrapalhar o sono e o apetite da criança, pontos que são importantes para a sua recuperação do resfriado, ou seja, merecem atenção dos pais.

Diferença entre a gripe e o resfriado infantil 

A gripe é causada pelo vírus da Influenza e ocorre subitamente, com sintomas que incluem febre alta, mal-estar generalizado, dor de cabeça, garganta inflamada e calafrios. O quadro pode durar até duas semanas e pode trazer complicações mais severas, como bronquite e até a pneumonia. 

Já o resfriado em crianças tende a atacar principalmente a garganta e o nariz, começando com algum desconforto e evoluindo gradualmente a partir daí. A tosse e a congestão nasal são as queixas mais comuns e costumam durar até o fim do quadro. 

A causa da gripe sendo conhecida e limitada possibilitou a criação de uma vacina eficaz e segura. Como as crianças tem mais risco em caso de complicações, elas fazem parte dos grupos prioritários para a vacinação e devem tomar o imunizante todos os anos. 

Como tratar o resfriado em crianças? 

Por ser uma doença autolimitada, que é curada naturalmente pelo sistema imune com o passar dos dias, para tratar o resfriado em crianças é importante cuidar do desconforto que elas sentem, fornecendo nutrição, hidratação e repouso, de forma que o organismo não fique sobrecarregado. 

Dessa forma, é recomendado garantir que a criança esteja se alimentando corretamente, apesar da comum perda de apetite que pode ocorrer nessas situações. Sopas, caldos e canjas são opções interessantes, que facilitam a ingestão de vitaminas e minerais que irão auxiliar o corpo a combater a infecção. 

Aumentar a ingestão de líquidos também é importante, já que manter as mucosas hidratadas diminui o desconforto. Estimule a criança a beber chás, sucos e similares, mas também ofereça bastante água. 

Os remédios para tratar resfriado em crianças são aqueles voltados para aliviar os principais sintomas, como a febre, dores associadas a inflamação, tosse e congestão nasal. Nesse caso, temos antitérmicos, analgésicos e anti-histamínicos. 

O uso de antigripal líquido é indicado, já que os pequenos têm mais dificuldade para tomar comprimidos. Fique atento à formula e ajuste a dosagem de acordo com o peso e idade da criança. De qualquer forma, siga a orientação médica para administrar remédios infantis corretamente. 

Para aliviar crises de tosse e facilitar a respiração, pode ser feita a nebulização, desde que se siga a orientação médica. Durante a noite, manter a cabeça da criança elevada em relação ao resto do corpo também pode diminuir o desconforto desses sintomas. 

Por fim, é importante evitar o uso de antibióticos para tratar o resfriado em crianças. Esses medicamentos não são eficazes contra muitos dos patógenos que causam a doença e sua ingestão indiscriminada pode prejudicar o desenvolvimento saudável do sistema imune infantil. 

Dicas para prevenção do resfriado em crianças 

Conforme mencionado, o resfriado infantil é uma doença extremamente comum, sendo que cada criança pode apresentar uma média de oito eventos dessa infecção todos os anos. A incidência pode ser maior entre crianças em idade escolar, sendo que a creche é o local onde muitas das transmissões ocorrem. 

Para prevenir o resfriado em crianças, estimular hábitos de higiene é o principal. Os patógenos que podem causar essa doença entram em contato com o organismo principalmente pela boca ou nariz, seja por meio de gotículas contaminadas no ar respirado ou em superfícies que a criança tocou. 

Manter as mãos e demais utensílios da criança sempre higienizados é o recomendado, mas também é preciso cuidar da higiene pessoal antes de interagir com a criança. Como a imunidade em adultos é mais eficiente, você pode transportar o contaminante sem desenvolver sintomas. 

O aleitamento materno é muito importante para prevenir resfriado em bebês, sendo uma fonte essencial de nutrição e anticorpos. Fortalecer a imunidade infantil através da alimentação é uma medida que pode acompanhar todo o desenvolvimento da criança. 

Com tudo isso, é relevante frisar que o resfriando em crianças é realmente comum e provavelmente ainda irá acontecer. Isso faz parte do amadurecimento do seu sistema imune e, apesar da preocupação, tende a oferecer baixo risco de complicações. 

Se o seu filho ficar resfriado, mantenha o repouso, reforce a alimentação e ingestão de líquidos, evite o contato dele com outras crianças para não transmitir a doença e acompanhe de perto os sintomas, procurando atendimento médico em situações alarmantes, como obstrução das vias respiratórias e incapacidade em alimentar os pequenos.

Referências consultadas

Troullos, E., Baird, L., & Jayawardena, S. (2014). Common cold symptoms in children: results of an Internet-based surveillance program. Journal of medical Internet research, 16(6), e144. <https://doi.org/10.2196/jmir.2868>

Pappas D. E. (2018). The Common Cold. Principles and Practice of Pediatric Infectious Diseases, 199–202.e1. <https://doi.org/10.1016/B978-0-323-40181-4.00026-8gt;

Benegrip [Internet]. Bula do produto Benegrip Multi. Disponível em: <https://www.benegrip.com.br/bula-benegrip-multi.phpgt;. Acesso em março/2022.

As crianças estão gripadas? Tem Benegrip Multi!

Imagem ilustrativa com a embalagem do produto Benegrip Multi. Em fundo verde limão, com o texto escrito

Benegrip Multi é um antigripal líquido desenvolvido especialmente para as crianças a partir de 2 anos!
Em sabor frutas vermelhas, sua formulação combina a ação de três ativos que ajudam a combater os principais sintomas de gripes e resfriados que atingem as crianças.

Paracetamol: alívio das dores e febre
Fenilefrina: descongestionante nasal
Carbinoxamina: antialérgico que ajuda a aliviar a coriza

Benegrip Multi: pode ser usado em crianças a partir de 2 anos*. Clique aqui e saiba mais!
*Medicamento não deve ser utilizado no tratamento de bebês até 2 anos de idade, somente para crianças acima dessa idade.