Imagem do post Rinite: conheça 7 principais causas + o que é bom para tratá-las?


A maioria das pessoas conhece a versão alérgica da doença, mas a verdade é que existem diferentes tipos de rinite. Além de reações que causam irritação na mucosa nasal, o quadro pode ser causado por alterações hormonais, vírus, bactérias, hipersensibilidade tecidual ou devido ao abuso de remédios. 1

Como conhecer o fator por trás da condição é essencial para a efetividade do tratamento, neste post vamos explicar cada variante em detalhes. Confira uma lista dos principais sintomas e o que é bom para tratar a rinite, seja para evitar agravantes ou aliviar episódios agudos com mais facilidade.

Aproveite a leitura!

O que é a rinite?

Rinite é a inflamação da mucosa nasal. Os vasos sanguíneos que irrigam o tecido se dilatam como resposta do sistema imune a um gatilho ou agente agressor, causando inchaço, vermelhidão, coceira e corrimento. Os sintomas podem gerar muito desconforto, pois dificultam a respiração e podem piorar com a má qualidade do ar. 1

Em grandes centros urbanos, a poluição é um dos principais gatilhos de reações alérgicas, como a rinite clássica. No entanto, conforme mencionado, a doença pode ser causada por outros agentes, não apenas os alérgenos e irritantes. 1

Quais são os tipos de rinite?

Os tipos de rinite podem ser agrupados em duas categorias principais. Uma delas é a alérgica, causada por reações adversas a partículas, como pólen, poeira, ácaros, produtos químicos e pelos de animais. Por outro lado, a rinite não-alérgica apresenta subvariantes mais diversas, com causas diferentes para a inflamação da mucosa das narinas. 1

A seguir vamos explicar brevemente cada classe e os subtipos em cada caso. Confira!

Rinite alérgica

As alergias são causadas por uma resposta imunológica inadequada frente a um agente inofensivo. Quem sofre com essas reações tem uma predisposição genética que provoca hipersensibilidade a alérgenos, como poeira, pólen, ácaros e pelos. Esse quadro pode se manifestar de diferentes maneiras, sendo a rinite uma delas, quando a irritação atinge a mucosa nasal. 1

Rinite não alérgica

Por outro lado, existem variações não-alérgicas da rinite. São elas 1:

  • rinite infecciosa;
  • rinite vasomotora;
  • rinite medicamentosa;
  • rinite atrófica;
  • rinite hormonal.

Rinite Infecciosa

Infecções virais e bacterianas estão entre as causas da rinite. Nesse caso, os patógenos invadem as células da mucosa nasal e provocam a reação inflamatória do sistema imune, podendo gerar coriza, congestão, tosse e, em casos raros, febre. 1

Rinite Vasomotora

A rinite vasomotora é similar à alérgica. Porém, em vez de provocada por uma hipersensibilidade, a mucosa sofre de inflamações crônicas com gatilhos ambientais, como mudanças de temperatura e queda na umidade do ar. 1

Rinite Medicamentosa

O uso de sprays descongestionantes é usado para aliviar a congestão nasal causada pela rinite e outros problemas respiratórios. Contudo, o abuso desses fármacos provoca frequentemente um efeito rebote, a chamada rinite medicamentosa.

Nesse quadro, o medicamento perde a eficácia e a inflamação fica mais resistente ao tratamento, prolongando a crise aguda. 1

Rinite Atrófica

A rinite atrófica atinge principalmente os mais velhos. Com o passar dos anos, a pele e as mucosas perdem a elasticidade e a resistência natural. Quando atinge a mucosa nasal, o processo deixa o tecido ressecado, sensível e coberto por crostas, favorecendo as irritações.  1

Rinite hormonal

Alterações hormonais que afetam a produção de estrógenos no corpo das mulheres podem afetar a saúde vascular e causar irritações na mucosa nasal. Os gatilhos da rinite hormonal incluem 1:

  • menstruação;
  • menopausa;
  • gestação;
  • puberdade.

Além disso, alterações endócrinas na tireoide podem provocar sintomas similares. 1

O que é bom para rinite?

O tratamento da rinite pode ser feito com anti-inflamatórios, corticoides e descongestionantes nasais, que são remédios para atenuar os gatilhos e aliviar os sintomas clássicos desse tipo de irritação. Em geral, quadros agudos são mais fáceis de cuidar.  2

É muito importante seguir as orientações médicas, respeitando a dosagem e frequência do consumo de remédios, sobretudo os descongestionantes em spray. Conforme mencionado, o uso inadequado de fármacos pode desencadear ou agravar as crises de rinite.  1

Outras dicas do que é bom para rinite incluem 1:

  • manter o ambiente limpo e ventilado;
  • usar umidificadores de ar para hidratar a mucosa nasal;
  • evitar perfumes, produtos de limpeza e cosméticos com cheiros fortes;
  • evitar objetos decorativos, roupas e móveis que acumulam poeira;
  • beber bastante água;
  • evitar ambientes climatizados quando possível.

Qual é a diferença entre rinite e sinusite?

A rinite é a inflamação da mucosa nasal, enquanto a sinusite atinge principalmente os seios paranasais. Sintomas como coriza e nariz entupido podem ocorrer em ambas, mas a sinusite é caracterizada pela sensação de dor e pressão na face, em especial ao redor das narinas e próximo às maçãs do rosto. 2

Como fica uma pessoa com rinite?

Em geral, uma pessoa com rinite fica com o nariz escorrendo, entupido e coçando muito, o que também pode provocar espirros e irritação nos olhos. Em raras ocasiões, a inflamação também provoca dor de cabeça, tosse, ressecamento e sangramento na mucosa, perda de olfato e febre baixa. 1

Quanto tempo dura uma crise de rinite?

Uma crise de rinite pode ficar indo e voltando por um período de 7 a 10 dias, sendo classificada como rinite aguda. Por outro lado, quando os episódios persistem por mais tempo, a condição se torna crônica. Em alguns casos, esse tipo de rinite pode durar mais de três meses. 1

Conclusão

A rinite é uma inflamação da mucosa nasal que é provocada por muitos fatores diferentes, de alergias e infecções a mudanças climáticas e alterações hormonais. Os sintomas clássicos são comuns na maioria deles, é o caso da coriza, congestão nasal e corrimento pós-nasal. O Benegrip Multi combate os sintomas de gripes e resfriados, com um potente* efeito analgésico e descongestionante, sem dar sono.

 Em relação ao tratamento, as opções para aliviar o quadro ficam por conta dos corticoides, anti-inflamatórios e descongestionantes. Esses últimos merecem atenção especial, afinal de contas, seu uso em excesso pode ter efeito rebote e, em vez de ajudar, piorar os sintomas.

Por fim, de acordo com a causa da inflamação, é necessário adotar medidas para sanar o problema a partir dessa origem.

Imagem ilustrativa com embalagem do produto Benegrip Multi Dia

Sobre o autor

Benegrip

Benegrip possui tradição e confiança para cuidar de você e da sua família.

Benegrip® é recomendado para alívio dos sintomas das gripes e resfriados, como dor, febre, nariz entupido e coriza.

Conheça o autor

Encontre o Benegrip ideal para você

Embalagem do Benedesc Plus

Benedesc Plus

Descongestionante e antialérgico líquido feito especialmente para crianças acima de 2 anos

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip.

Benegrip®

O poder dos dois comprimidos
Benegrip® combate de maneira eficaz os sintomas de gripes e resfriados.1

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip® Multi Dia.

Benegrip® Multi Dia

Combate os sintomas de gripes e resfriados, com um potente* efeito analgésico e descongestionante, sem dar sono4.

Encontre aqui Saiba mais
Imagem da embalagem de Benegrip® Multi Noite.

Benegrip® Multi Noite

Combate os sintomas de gripes e resfriados com um potente* efeito analgésico, descongestionante e antialérgico, para ajudar a dormir melhor5.

Encontre aqui Saiba mais

Suplemento Alimentar

Embalagem do Benegrip® Imuno Energy

Benegrip® Imuno

Cuida da sua imunidade e energia para te ajudar na recuperação da gripe.

Encontre aqui Saiba mais