string(338) "SELECT * FROM ctas INNER JOIN tipo_conteudos ON tipo_conteudos.idConteudos = ctas.tipoConteudoCta INNER JOIN projetos ON projetos.idProjeto = tipo_conteudos.idConteudos INNER JOIN rel_ctas_posts ON rel_ctas_posts.relCta = ctas.idCta INNER JOIN posts ON rel_ctas_posts.relPost = posts.idPost WHERE ctas.idConteudos="16" AND relPost="1786";" Antigripal infantil: como ele age no organismo?

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Antigripal infantil: como ele age no organismo?

23/06/2022 Antigripal infantil

Ver os pequenos sofrendo com os sintomas da gripe pode ser desesperador. Ainda mais quando há dúvidas sobre a administração e atuação de um antigripal infantil líquido.

Não é raro ver crianças gripadas, ainda mais quando elas convivem têm convívio com outras em creches e escolinhas. De acordo com uma pesquisa da National Foundation for Infectious Diseases, cerca de 20 a 30% das crianças com menos de 8 anos contraem gripe no período de um ano.

Mas qual o motivo de isso acontecer com tanta facilidade? Em primeiro lugar, os pequenos estão em uma etapa de vida em que o seu sistema imunológico está em processo de fortalecimento. Logo, é normal que fiquem doentes com mais frequência que crianças mais velhas e adultos.

Em segundo lugar, podemos destacar que elas se expõem mais a situações de contágio. Por exemplo, elas são mais propensas a colocar a mão nos olhos e boca e a dividir objetos com outras crianças na escolinha.

Como identificar um possível episódio gripal:

  • febre alta;
  • fadiga;
  • dores no corpo;
  • dor de cabeça;
  • tosse;
  • dor de garganta;
  • coriza;
  • dores de ouvido;
  • náuseas;
  • vômitos;
  • diarreia.

Com tantos sintomas, não é à toa que as crianças ficam tão incomodadas com esses episódios. Por isso, é importante investir em um antigripal que não incomode e não seja difícil de administrar, como comprimidos. Mas, qual o melhor medicamento para elas?

Qual melhor antigripal infantil?

Cuidadores, não existe uma fórmula mágica ou o melhor antigripal para crianças, pois isso depende exclusivamente dos sintomas e da aceitação à medicação. Entretanto, existem formas menos invasivas e confortáveis, como o xarope antigripal infantil.

O antigripal infantil líquido tem melhor aceitação pelas crianças. O sabor, a cor e a textura chamam a atenção e podem fazer do momento da medicação algo menos incômodo como os comprimidos.

Além disso, um xarope infantil pode reunir em uma mesma fórmula diversos medicamentos. Dessa forma, você trata de vários sintomas com uma única dose ao invés de tratar isoladamente cada um dos sintomas.

Outro ponto relevante que também é um desafio e tanto para os pais e cuidadores é deixar o doente em repouso. Quem já viu uma criança doente, sabe que o incômodo e dores as deixam irritadas e agitadas.

Deixar com que o doente fique o mais confortável possível e em repouso ajuda muito na recuperação. O processo de cura, de acordo com o Centers for Disease Control and Prevention, é variável, mas as crianças se recuperam com mais facilidade do que os adultos.

No entanto, isso não significa que seja uma doença sem importância, pois se não for bem cuidada, pode agravar-se e evoluir para problemas respiratórios graves como a pneumonia.

Agora que você já sabe que o repouso é necessário é essencial entender como funciona o antigripal infantil.

Como o antigripal para crianças funciona?

Pensando no bem-estar dos pequenos e em uma experiência menos traumática, os medicamentos infantis focam em produtos que reúnam várias soluções em uma só. Assim, em uma única dose é possível cuidar de vários sintomas e, muitas vezes, com um sabor agradável de frutas vermelhas.

Como você deve ter notado, a lista de sintomas gripais nas crianças é mais extensa que a dos adultos, incluindo dores de ouvido, diarreia e náuseas. Em outras palavras, o desconforto é maior e o antigripal deve ser de ampla abrangência.

Acompanhe abaixo os principais medicamentos  e como eles agem no organismo.

Paracetamol

O paracetamol é um Anti-Inflamatório Não Esteroidal (AINE) que também apresenta ação  analgésica. Ou seja, alivia as dores e desconforto das crianças.

Além disso, ele apresenta também ação antitérmica que combate a febre, um dos principais sintomas da gripe. Seu efeito sobre o corpo humano começa em torno de 15 a 30 minutos, bloqueando os processos orgânicos que causam dor e febre.

Esse medicamento pode ser um substituto do famoso ácido acetilsalicílico (AAS), ao qual muitas crianças podem ter alergia.

Quem não pode ingerir paracetamol?

  • pessoas alérgicas ao composto;
  • quem já estiver tomando outro medicamento com esse composto na fórmula (para evitar uma superdosagem);
  • fumantes;
  • bebês com menos de três meses de idade;
  • quem já atingiu o limite diário estipulado pelo médico.

Cloridrato de fenilefrina

O cloridrato de fenilefrina associado ao paracetamol tem um dos efeitos mais visíveis do antigripal infantil: descongestionante. Sua ação no corpo é a constrição dos vasos, que culmina no alívio de sintomas alérgicos, tão comum nos episódios de gripe.

Ele também ajuda a criança com gripe a descansar de forma mais efetiva, já que causa um pouco de sonolência.

Quem não pode ingerir cloridrato de fenilefrina?

  • pessoas alérgicas ao composto;
  • quem já estiver tomando outro medicamento com esse composto na fórmula (para evitar uma superdosagem);
  • pessoas que sofrem com hipertensão arterial grave, coronariopatias severas, arritmias cardíacas, glaucoma e hipertireoidismo.
  • quem já atingiu o limite diário estipulado pelo médico.

Maleato de Carbinoxamina

Esse é um composto importantíssimo para as crianças que apresentam reações alérgicas severas, como tosses, espirros e coriza. Ele é um bloqueador H1 da histamina, diminuindo os sintomas e causando bem-estar.

Os episódios alérgicos durante a gripe em crianças são muito comuns e persistentes. Se não tratados adequadamente, podem causar outros sintomas como dores de garganta e musculares por excesso de tosse e contração dos músculos.

Quem não pode ingerir cloridrato de fenilefrina?

  • pessoas alérgicas ao composto;
  • quem já estiver tomando outro medicamento com esse composto na fórmula (para evitar uma superdosagem);
  • bebês com menos de 6 meses de idade.
  • quem já atingiu o limite diário estipulado pelo médico.

Xarope antigripal infantil é uma das melhores formas de cuidar dos pequenos

Episódios de gripe infantil podem ser exaustivos para cuidadores e crianças, pois os sintomas são fortes e exigem cuidado e dedicação para não evoluir para algo mais grave.

Por isso, com a finalidade de evitar o desgaste da criança doente, o ideal é diminuir a frequência de remédios, condensando a maioria em um único produto, como o xarope antigripal infantil.

Além de palatável, a ação é rápida, proporcionando conforto, acalmando o pequeno e trazendo mais tranquilidade para os cuidadores. Em caso de dúvida, não deixe de procurar um pediatra para mais orientações.